Ex-presidente da Entidade das Contas e fundadora do PSD estará ao lado de Santana Lopes

Margarida Salema retoma a militância no partido

Foto
Santana Lopes será apoiado por Margarida Salema Mario Lopes Pereira

Margarida Salema, ex-presidente da Entidade das Contas e Financiamentos Políticos e fundadora do PSD, assume que, neste momento, se inclina para apoiar Pedro Santana Lopes na corrida à liderança do PSD.

Em declarações ao PÚBLICO, Margarida Salema assume o apoio, ainda que em termos informais, e no momento em que está a retomar a militância no PSD, depois de nove anos de suspensão.

Neste período, Margarida Salema presidiu à entidade que fiscaliza as contas dos partidos políticos e que funciona junto do Tribunal Constitucional. Terminou funções no passado dia 2 de Outubro, depois de ter exercido dois mandatos. Já não podia exercer um terceiro, à luz da lei.

Militante do PSD desde 1974, em Lisboa, Margarida Salema foi deputada na Assembleia da República entre 1980 e 1983, e deputada no Parlamento Europeu entre 1989 e 1994.

Depois do apoio unânime da distrital do PSD/Lisboa, Santana Lopes recebeu este sábado o sinal favorável da JSD/Lisboa em vésperas de apresentar a sua candidatura em Santarém. A sessão de apresentação, marcada para o Centro Nacional de Exposições Agrícolas, começa com uma intervenção do presidente da comissão de honra, Rui Machete, a que se seguirá a do candidato. 

Depois de já ter feito a apresentação pública, na passada semana, Rui Rio estreou-se esta sexta-feira à noite, em Viseu, numa intervenção em assembleia distrital de militantes. Com sala cheia e acessível a jornalistas, Rui Rio reiterou ser contra o Bloco Central mas sim a favor de compromissos em áreas estruturais como é o caso do combate aos incêndios. “Os partidos em Portugal têm de se entender quanto a um conjunto de reformas que, se não forem feitas, não digo por todos, mas pela sua maioria, Portugal nunca as fará e nunca será competitivo”, alertou, citado pela Lusa, apontando também os exemplos das reformas da Segurança Social e da Justiça.