Produtor da Amazon Studios suspenso após denúncia de assédio sexual

É mais um caso a ser denunciado publicamente, desta vez por uma produtora da mesma empresa que encontrou nas vítimas de Harvey Weisntein a coragem para se expôr.

Foto
Reuters/Pascal Rossignol

Roy Price, responsável da Amazon Studios, foi temporariamente afastado da empresa depois de se tornar público que terá alegadamente assediado uma produtora e ignorado o testemunho de uma actriz que denunciou assédio sexual do produtor norte-americano Harvey Weinstein.

“Roy Price encontra-se de licença, com efeito imediato. Estamos a rever as nossas opções em relação aos projectos que temos com a produtora Weinstein Co.”, declarou a Amazon em comunicado, cita a Reuters.

A decisão acontece horas depois de a Hollywood Reporter ter publicado uma entrevista com Isa Dick Hackett, produtora da série O Homem do Castelo Alto, na qual afirma ter sido alvo de tentativas de avanços por parte de Roy Price, de 51 anos.

“Ter poder e influência é uma enorme responsabilidade. Como alguém com um certo poder, sinto que é imperativo falar”, explica Hackett na entrevista.

Apesar de o caso denunciado não ter a dimensão das denúncias contra Harvey Weinstein, a produtora encontrou nas revelações que continuam a surgir a “coragem” que lhe faltou para expor o seu caso mais cedo, não escondendo o receio em relação às implicações da sua denúncia. “É difícil uma vez que tenho programas que adoro e valorizo a minha experiência na Amazon”.

Conta a produtora que Price se insinuou de forma repetida durante uma viagem de táxi, depois de um dia de promoção na Comic-Con de San Diego. Hackett conta que disse explicitamente que não estava interessada, mas isso não terá alterado o comportamento de Price. O episódio foi relatado  por Isa Dick Hackett à empresa, que abriu uma investigação a Roy Price. Apesar de Hackett nunca ter tomado conhecimento do resultado das indagações, afirmou ter notado que nunca mais coincidiu com Roy Price num evento.

Price trabalha na Amazon desde 2004 e produziu séries como Transparent ou o filme Manchester By The Sea.