Santana recruta “passista” para director de campanha

O ex-assessor de Passos Coelho, João Montenegro, foi convidado para a equipa.

Santana Lopes escolhe para director de campanha o ex-assessor de Passos Coelho
Foto
Santana Lopes escolhe para director de campanha o ex-assessor de Passos Coelho Mario Lopes Pereira

João Montenegro, ex-assessor de Passos Coelho e secretário-geral adjunto do PSD, foi convidado para director de campanha de Pedro Santana Lopes, apurou o PÚBLICO. Considerado um “homem de terreno”, João Montenegro deverá apresentar, esta sexta-feira, a demissão do cargo de secretário-geral adjunto do PSD, que exercia desde 2016.

Natural de Cinfães, Viseu, João Montenegro foi secretário-geral da JSD em 2007 e 2008. Tornou-se assessor do grupo parlamentar do PSD, em 2010 e foi trabalhar com Passos Coelho no Governo, a partir de 2011. Foi assessor e adjunto do então primeiro-ministro com quem percorria o país. Esteve na comitiva do PSD, na campanha das legislativas de 2015 e depois de o partido estar na oposição foi nomeado secretário-geral adjunto, cargo que desempenhou até agora. Foi nessa qualidade que acompanhou Passos Coelho na volta autárquica que o líder fez pelo país, no passado mês de Setembro, numa iniciativa que pretendia apoiar os candidatos locais, mas que também preparava terreno para as eleições directas que se previam para os próximos meses.

Com a saída de cena de Passos Coelho, Santana Lopes entra na corrida das directas, marcadas para 13 de Janeiro de 2018, em que irá defrontar Rui Rio. O ainda Provedor da Santa Casa da Misericórdia contará, para liderar a sua campanha interna, com um operacional experiente.

Na sua vida profissional, João Montenegro foi gestor comercial no grupo Amorim e trabalhou como administrativo/comercial no BPN, durante 12 anos. Foi notícia, em 2013, por não ter referido o nome deste banco no seu currículo profissional publicado em Diário da República enquanto assessor do primeiro-ministro.