Quem irá Portugal levar ao Mundial da Rússia?

Só há lugar para 23 jogadores na convocatória para o Campeonato do Mundo e Fernando Santos vai ter de tomar opções. Há sectores onde faltam alternativas e não houve renovação

André Silva conquistou o seu lugar a titular na selecção nacional e tem sido preponderante na equipa
Foto
André Silva conquistou o seu lugar a titular na selecção nacional e tem sido preponderante na equipa LUSA/JOSE COELHO

Entre certezas e incógnitas, haverá escolhas difíceis para Fernando Santos fazer quando chegar a altura de elaborar a lista de 23 nomes que vão integrar a convocatória para o Mundial 2018. Faltam oito meses para o início da competição, que decorre entre 14 de Junho e 15 de Julho na Rússia, e se nuns sectores a selecção portuguesa tem abundância de opções, noutros faltam alternativas. Também é necessário ter em conta o factor renovação, porque para vários internacionais portugueses a viagem à Rússia deverá marcar o final do percurso na equipa nacional. Sector a sector, o PÚBLICO projecta o que poderá ser a selecção portuguesa no Mundial 2018.

Baliza

Aqui não há dores de cabeça: Rui Patrício é indiscutível e continuará a sê-lo. O guarda-redes do Sporting foi o único totalista português na fase de apuramento para o Campeonato do Mundo e Portugal pode orgulhar-se de ter concluído a qualificação como uma das defesas menos batidas (quatro golos sofridos, a par de Alemanha e Croácia e apenas atrás de Inglaterra e Espanha). Ao longo dos três anos que leva no comando da equipa nacional, Fernando Santos convocou vários nomes para acompanhar Rui Patrício, mas o trio que viajará para a Rússia está praticamente definido. Anthony Lopes conquistou o estatuto de alternativa mais credível ao guardião “leonino”, enquanto Beto, que já esteve nos dois últimos Mundiais (no Brasil fez dois jogos), deverá completar o lote com a sua experiência. No dia em que começará o Mundial 2018 Rui Patrício terá 30 anos, Beto 36 e Anthony Lopes 27.

Defesa

Eis que começam a surgir os pontos de interrogação. No centro da defesa não há alternativas credíveis ao grupo de quatro que tem dominado as convocatórias – e que chegam à Rússia a somar 135 anos entre eles. Luís Neto será o mais jovem do grupo, com 30 anos, e o segundo mais novo será José Fonte (34). Pepe (35) e Bruno Alves (36) completarão o lote de opções de Fernando Santos para o centro da defesa, um sector em que, nestes três anos, não despontaram candidatos capazes de romper com a hegemonia deste quarteto. O técnico aproveitou para testar, em jogos particulares, Paulo Oliveira, André Pinto ou Daniel Carriço. Mas nos três casos foi uma experiência sem continuidade. Entre as esperanças mais jovens para o pós-2018 os nomes de Rúben Semedo, Tobias Figueiredo ou Rúben Dias têm de ser tidos em conta (partindo do princípio que somam minutos pelos respectivos clubes).

Nas laterais da defesa há opções, mas os problemas físicos têm impedido ou adiado a afirmação de alguns jogadores. No lado direito o futuro imediato pertence a Cédric Soares e Nélson Semedo – que viajam para a Rússia com 26 e 24 anos, respectivamente –, embora Fernando Santos já tenha chamado para trabalhar com a selecção João Cancelo (lesionou-se no ligamento do joelho direito durante um treino da equipa nacional) e Ricardo Pereira, que tem vindo a conquistar espaço no FC Porto.

À esquerda a gestão foi obrigatoriamente mais delicada devido à lesão de Raphaël Guerreiro durante a Taça das Confederações. O jovem do Borussia Dortmund, que fez a estreia na equipa nacional pela mão de Fernando Santos, seria o dono do lugar – mas ainda não jogou esta época e a presença na Rússia dependerá da recuperação física (terá 24 anos no início do Mundial). Eliseu (34) tem vindo a assegurar o posto e deverá ser uma das opções do seleccionador se resistir ao desgaste da época. Num plano secundário, como alternativa aos dois nomes anteriores, surgem Antunes e Fábio Coentrão. Com quatro e cinco presenças pela selecção desde o início da era Fernando Santos, respectivamente, estão na mesma faixa etária (31 anos no começo do Mundial para Antunes, 30 para Coentrão) mas o futebolista do Sporting requere uma gestão física delicada.

Meio-campo

Se os números não mentem, há cinco jogadores com presença garantida no Mundial 2018. João Moutinho, William Carvalho, João Mário, André Gomes e Danilo (por ordem decrescente de minutos somados) são os médios mais utilizados nestes três anos com Fernando Santos ao leme da selecção.

Os nomes que vão completar este lote estão envoltos em incógnita. Renato Sanches perdeu espaço na equipa nacional (depois do Euro 2016 só fez 98 minutos pela selecção) e a sua inclusão na convocatória dependerá da regularidade que tiver no Swansea. Chamado para a Taça das Confederações (mas fora das opções desde então), poderá Pizzi entrar nas contas? Adrien Silva, cuja transferência para o Leicester City falhou por 14 segundos, só volta a jogar em Janeiro — será que isso vai custar-lhe a presença no Mundial? E como poderá Fernando Santos encaixar Bruno Fernandes, um talento em plena afirmação no Sporting, na selecção?

Ataque

Cristiano Ronaldo viajará para a Rússia com 33 anos e tem lugar cativo – e nem é preciso ir buscar os 29 golos marcados em 33 jogos desde que Fernando Santos assumiu o comando da selecção portuguesa. Utilizado em 37 dos 44 encontros disputados pela equipa nacional sob as ordens do engenheiro, Ricardo Quaresma (34 anos) também está garantido nas opções do técnico. André Silva também é uma certeza: estreou-se há pouco mais de um ano e fez 11 golos em 17 jogos pela selecção. Depois de ter falhado o Euro 2016 por lesão, só um novo grande azar tiraria Bernardo Silva do Mundial na Rússia.

Face a este panorama, o espaço fica reduzido para os restantes candidatos a um lugar na convocatória. Entre os jovens à espreita de um lugar, Gelson Martins e Gonçalo Guedes são aqueles que têm mais argumentos. Éder, o herói de Paris, continua a contar ou sai das opções? Nani não voltou à selecção desde a Taça das Confederações e parece ver o seu espaço diminuir.

P24 O seu Público em -- -- minutos

-/-

Apoiado por BMW
Mais recomendações