António Campinos vai ser presidente do Instituto Europeu de Patentes

O português sucede a Benoît Battilstelli a partir de Julho de 2018.

DR
Foto
DR

António Campinos foi eleito presidente do Instituto Europeu de Patentes, sucedendo, a partir do dia 1 de Julho de 2018, a Benoît Battilstelli. A decisão foi tomada pelo Conselho de Administração de Organização Europeia de Patentes, informa a instituição em comunicado.

Campinos é actualmente director executivo do Instituto de Propriedade Intelectual da União Europeia, tendo sido presidente do Instituto Nacional de Propriedade Industrial e assumido a representação portuguesa no Conselho de Administração da Organização Europeia de Patentes.

“Quero felicitar António Campinos pela sua eleição. É uma vitória que reflecte a sua competência e a experiência impressionantes que acumulou na área de propriedade intelectual. É também uma vitória da Europa na sua diversidade. É a primeira vez que o Instituto Europeu de Patentes terá como presidente um nacional da Europa do Sul", afirmou Battilstelli sobre a nomeação do português, que acrescentou: "este resultado decisivo é a prova do amadurecimento da Organização Europeia de Patentes, que tem garantido a implementação de uma governança sólida como tem assegurado a liderança nas tomadas de decisão que levam à inovação europeia.”

Com sede em Munique, o Instituto Europeu de Patentes conta com uma equipa de mais de 7000 pessoas, sendo “uma das maiores instituições de serviço público na Europa”, explica-se no comunicado. Através de um processo centralizado de concessão de patentes, o instituto garante a possibilidade à protecção de patentes em 42 países, num mercado com engloba cerca de 700 milhões de pessoas.

P24 O seu Público em -- -- minutos

-/-

Apoiado por BMW
Mais recomendações