Facebook cria botão de contexto para combater notícias falsas

A nova funcionalidade permite que os utilizadores acedam a contexto sobre a fonte de uma notícia sem terem de sair do Facebook. A Wikipédia é uma das fontes.

Foto
O novo sistema faz parte do projecto de jornalismo do Facebook Reuters/DADO RUVIC

O Facebook está a testar uma nova funcionalidade –  acessível através de um botão que é um “i” – que permite aos utilizadores receberem mais contexto sobre uma notícia, sem terem de sair da rede social.

A informação adicional inclui o modo como a notícia está a ser partilhada, outras fontes de informação relacionadas (por exemplo, a página da Wikipédia sobre o órgão noticioso), e mais notícias sobre o mesmo tópico.“Se parte dessa informação não está disponível, vamos avisar as pessoas, porque isso também pode ser contexto útil”, lê-se no comunicado do Facebook.

O objectivo é ajudar as pessoas a fazer decisões mais informadas e conscientes sobre as histórias “que lêem, partilham e em que confiam”. Trata-se da mais recente iniciativa do Facebook para diminuir a propagação de boatos e notícias falsas no site. A rede social tem sido alvo de atenção negativa devido a notícias facciosas (muitas com origem na Rússia) que circularam na rede social aquando as eleições americanas.

O novo sistema foi desenvolvido a partir de várias reuniões da rede social com outros utilizadores e órgãos de informação que participam no Facebook Journalism Project (um projecto lançado em Janeiro para promover a literacia noticiosa e diminuir a proliferação de notícias falsas que se espalham na rede). Uma outra actualização do projecto – lançada em Agosto – dá mais ênfase ao logótipo do órgão de comunicação nas notícias partilhadas na rede social.

O anúncio do Facebook vem um dia depois da rede social aceitar testemunhar perante o comité do Senado norte-americano sobre o seu papel na interferência da Rússia nas eleições norte-americanas de 2016.