Zé dos Bois com Gaika, Thurston Moore, Alex Hungtai e Colleen até ao fim do ano

A galeria no Bairro Alto, em Lisboa, anunciou os concertos que faltavam em Novembro e Dezembro.

Foto
Em Dezembro, a 7, a francesa Cécile Schott, que faz música como Colleen, desloca-se até ao Bairro Alto Pedro Elias/Arquivo

A Galeria Zé dos Bois, no Bairro Alto, em Lisboa, anunciou a programação musical até ao final do ano. Isto depois de, em Outubro, haver concertos de Dedekind Cut, Robert Aiki Aubrey Lowe, 800 Gondomar, Drew McDowall, Mark Eitzel, David Maranha, Manuel Mota, Margarida Garcia e Miguel Abras e Shabazz Palaces, na comemoração nos 23 anos da Galeria no Lux Frágil. Novembro já tinha confirmações como o já esgotado John Maus, Jarboe com Father Murphy, Rafael Toral Space Quartet, Avey Tare, dos Animal Collective, na Igreja de St. George, e Forest Swords, e agora juntam-se-lhes mais quatro concertos até ao final de 2017.

No dia 9 de Novembro, Gaika, criador de batidas electrónicas futuristas – a que o próprio chama canções de amor – vindo de Brixton, Londres, que lançou o EP Spaghetto em Outubro do ano passado, apresenta um espectáculo que inclui uma actuação dele próprio e programação curada por ele chamado The Spectacular Empire.

No mesmo mês, a 23, Thurston Moore, o guitarrista-vocalista dos defuntos Sonic Youth que tem sido presença recorrente na Galeria nos últimos anos com a sua faceta menos focada na canção, vai apresentar-se no Lux Frágil. É um concerto do Thurston Moore Group, formação rock que inclui James Sedwards, Debbie Googe, de My Bloody Valentine e Primal Scream, e Steve Shelley, o homem que ocupava o lugar da bateria na sua mítica banda antiga, e o mote é Rock n Roll Consciousness, o disco que saiu em Abril deste ano.

Love Theme é o nome do novo projecto de Alex Zhang Huntai, o canadiano conhecido pelo trabalho enquanto Dirty Beaches e alguém que tem deixado marca na cidade de Lisboa em tempos recentes, com várias colaborações com músicos locais, e ainda marcou presença, como parte do trio Trouble, que mantém com o filho do realizador, na nova temporada de Twin Peaks, de David Lynch. A 29 de Novembro, os Love Theme, que incluem também Austin Milne e Simon Frank, numa formação em que os três tocam dois saxofones, percussão, sinteatizador e caixa de ritmos.

Já em Dezembro, no dia 7, a francesa Cécile Schott, que faz música como Colleen, desloca-se até ao Bairro Alto para apresentar o seu novo álbum, quase todo electrónico e instrumental, A Flame My Love, a Frequency, com edição marcada para 20 de Outubro pela Thrill Jockey. É o sucessor de Captain of None, de 2015, e promete ser, como sempre, completamente diferente daquilo que ela tem feito até agora. 

Sugerir correcção