Espanha

Uma greve geral para mostrar que a Catalunha não desiste

Cerca de 40 organizações sindicais, políticas e sociais da Catalunha estão hoje em greve geral contra a violência policial que marcou as eleições de domingo.

Milhares de catalães na rua em protesto contra a violência Reuters/SUSANA VERA
Fotogaleria
Milhares de catalães na rua em protesto contra a violência Reuters/SUSANA VERA

No domingo, a justiça espanhola considerou ilegal o referendo pela independência convocado pelo governo regional catalão e deu ordem para que os Mossos d'Esquadra, a polícia regional, selassem os locais onde se previa a instalação de assembleias de voto.
Perante a inação da polícia catalã em alguns locais, foram chamadas a Guardia Civil e a Polícia Nacional espanhola, polícias de âmbito nacional que protagonizaram os maiores momentos de tensão para tentar impedir o referendo, realizando cargas policiais sobre os eleitores e forçando a entrada em várias assembleias de voto ocupadas de véspera por pais, alunos e residentes, para garantir que os locais permaneceriam abertos.
A violência policial fez 893 feridos, mas apesar da repressão, 42% dos 5,3 milhões de eleitores conseguiram votar, e 90% deles votaram a favor da independência, segundo o governo regional da Catalunha (Generalitat).
Esta terça-feira, a região da Catalunha cumpre uma greve geral em protesto contra a interferência do Estado espanhol no referendo de domingo sobre a independência, que acusam de ter usado "violência policial desproporcionada". Barcelona tem concentrado o maior número de protestos mas a greve geral - convocada por cerca de 40 organizações sindicais, políticas e sociais - está a ter uma "adesão muito elevada" em sectores como os transportes, o comércio ou a agricultura.

Piquete corta Gran Via em Barcelona
Piquete corta Gran Via em Barcelona REUTERS/Vincent West
A greve geral convocada por cerca de 40 organizações sindicais, políticas e sociais está a ter uma "adesão muito elevada" em sectores como os transportes, o comércio ou a agricultura.
A greve geral convocada por cerca de 40 organizações sindicais, políticas e sociais está a ter uma "adesão muito elevada" em sectores como os transportes, o comércio ou a agricultura. REUTERS/Vincent West
Na sede do partido de Mariano Rajoy, em Barcelona,  concentraram-se cerca de 500 pessoas, segundo os números citados pelo jornal La Vanguardia.
Na sede do partido de Mariano Rajoy, em Barcelona, concentraram-se cerca de 500 pessoas, segundo os números citados pelo jornal La Vanguardia. REUTERS/Juan Medina
Reuters/YVES HERMAN
Os bombeiros juntaram-se ao protesto em frente à sede do PP, em Barcelona, desfilando e erguendo as mãos
Os bombeiros juntaram-se ao protesto em frente à sede do PP, em Barcelona, desfilando e erguendo as mãos REUTERS/Yves Herman
Reuters/YVES HERMAN
A paralisação é a resposta à repressão policial usada por Madrid para impedir os catalães de irem às urnas a 1 de Outubro.
A paralisação é a resposta à repressão policial usada por Madrid para impedir os catalães de irem às urnas a 1 de Outubro. REUTERS/Susana Vera
Os transportes públicos estão condicionados em Barcelona. De acordo com os números da imprensa espanhola, o metro está a funcionar a 40% enquanto o serviço de autocarro está apenas a 30%.
Os transportes públicos estão condicionados em Barcelona. De acordo com os números da imprensa espanhola, o metro está a funcionar a 40% enquanto o serviço de autocarro está apenas a 30%. REUTERS/Susana Vera
Estação da Praça da Catalunha vazia
Estação da Praça da Catalunha vazia REUTERS/Susana Vera
Turistas encontraram o famoso Mercado La Boqueria praticamente deserto, com a maior parte das bancas fechadas.
Turistas encontraram o famoso Mercado La Boqueria praticamente deserto, com a maior parte das bancas fechadas. REUTERS/Susana Vera
La Boqueria
La Boqueria REUTERS/Susana Vera, REUTERS/Susana Vera
Estradas cortadas em Barcelona
Estradas cortadas em Barcelona LUSA/ROBIN TOWNSEND
Estradas cortadas em Barcelona
Estradas cortadas em Barcelona LUSA/ROBIN TOWNSEND
LUSA/ROBIN TOWNSEND
"Europa, estás cega?" - protesto no liceu Ramon Llull, em Barcelona, palco de confrontos entre a polícia e os cidadãos que queriam votar no passado domingo.
"Europa, estás cega?" - protesto no liceu Ramon Llull, em Barcelona, palco de confrontos entre a polícia e os cidadãos que queriam votar no passado domingo. REUTERS/Yves Herman
Protestantes junto à principal esquadra da Polícia Nacional em Barcelona
Protestantes junto à principal esquadra da Polícia Nacional em Barcelona Reuters/SUSANA VERA
O ambiente é de tensão com milhares de catalães nas ruas
O ambiente é de tensão com milhares de catalães nas ruas Reuters/SUSANA VERA
Sede do PP em Barcelona
Sede do PP em Barcelona Reuters/JUAN MEDINA
LUSA/ALEJANDRO GARCIA
  Urnas de voto utilizadas este domingo na votação
Urnas de voto utilizadas este domingo na votação LUSA/ALEJANDRO GARCIA
Mercado abastecedor de Mercabarna, em Barcelona, está encerrado
Mercado abastecedor de Mercabarna, em Barcelona, está encerrado LUSA/QUIQUE GARCIA
Trabalhadores do mercado ficaram à porta
Trabalhadores do mercado ficaram à porta Reuters/JUAN MEDINA
Mercado de Mercabarna
Mercado de Mercabarna LUSA/QUIQUE GARCIA
Cartaz de protesto onde se lê: "Somos um povo pacífico",Cartaz de protesto onde se lê: "Somos um povo pacífico"
Cartaz de protesto onde se lê: "Somos um povo pacífico",Cartaz de protesto onde se lê: "Somos um povo pacífico" Reuters/YVES HERMAN
Reuters/YVES HERMAN
Reuters/ALBERT GEA