Torne-se perito

SDC Investimentos valoriza 260% em apenas três dias

Presidente da holding que detém 30% da construtora admite movimentos especulativos e, à CMVM, refere desconhecer qualquer facto relevante que o justifique.

SDC Investimentos detém 30% da construtora Soares da Costa
Foto
SDC Investimentos detém 30% da construtora Soares da Costa Nelson Garrido

Os títulos da SDC Investimentos, a holding que detém 30% da construtora Soares da Costa, subiram mais de 260% em apenas três sessões de bolsa, num movimento que a própria administração da empresa diz não saber explicar. Se até à passada sexta-feira uma acção da SDC Investimentos cotava nos 2,7 cêntimos, esta terça feira a mesma acção chegou a valer perto de dez cêntimos.

Num comunicado enviado esta tarde à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, ainda antes do fecho da sessão desta terça feira, a administração da SDC Investimentos, que é presidida por António Castro Henriques, diz que “não tem, nesta data, qualquer informação privilegiada ou materialmente relevante” que, em seu entender, “possa ter influenciado de forma sensível a cotação ou o volume de transacções das acções da SDC Investimentos, SGPS”. 

Numa resposta enviada por e-mail ao Jornal de Negócios, que questionou o presidente da holding sobre estes movimentos em bolsa já na segunda-feira, Castro Henriques admite que em causa possam estar operações com “natureza especulativa”. "A subida abrupta da cotação parece resultar de um movimento de mercado de natureza especulativa", comentou o presidente.

Recorde-se que a Investéder lançou uma Oferta Pública de Aquisição sobre a SDC Investimentos, pagando como prémio 2,7 cêntimos por acção. Tem 76,99% dos direitos de voto.

Outras empresas cotadas na bolsa de Lisboa, com reduzida liquidez, têm registado valorizações expressivas, sem explicação até ao momento, como é o caso da Grão-Pará, Estoril Social.

Sugerir correcção