Directora-executiva da Uber anuncia a demissão

A responsável pela empresa diz que esta é "a altura ideal" para a Uber ter "uma nova cara". Porém, Bertram garante que a sua decisão não se relacionada com os actuais problemas da empresa.

Foto
A Uber foi proibida em Londres LUSA/WILL OLIVER

A directora-executiva da Uber no Reino Unido e no Norte da Europa anunciou esta segunda-feira a sua demissão da empresa de transportes. Jo Bertram garante que a sua saída da Uber não se relaciona com a recente proibição da companhia de transportes operar em Londres.

Num email enviado aos trabalhadores da empresa a que vários jornais internacionais tiveram acesso, Jo Bertram, que se encontrava à frente da Uber no Norte da Europa desde 2012, explica que decidiu mudar para algo “novo e entusiasmante”.

“Dado aos nossos actuais desafios, estou convencida de que esta é a altura ideal para termos uma cara nova, e para entregarmos a Uber a alguém que nos possa levar para a próxima fase”, lê-se na carta enviada por Jo Bertram aos trabalhadores, citada pelo The Guardian.

A responsável pela companhia explicou ainda que preferia anunciar a sua decisão em “circunstâncias mais suaves”. Apesar disso, Jo Bertram enalteceu o orgulho que tem nos seus trabalhadores e “nas habilidades para conduzirem a empresa até ao próximo capítulo”.

Em Setembro, a empresa reguladora de transportes britânica Transports for London (TfL) anunciou que não ia renovar a licença para a Uber operar em Londres. Em causa, está a estratégia e conduta da empresa que, para o regulador, mostra “uma falta de responsabilidade corporativa”, que pode colocar em causa a segurança dos utilizadores.

A licença para a Uber operar no território terminou a 30 de Setembro, tendo a empresa 21 dias para recorrer da decisão do regulador britânico. A Uber já anunciou a sua decisão de recorrer, podendo continuar a operar em Londres durante a duração do processo.

Na terça-feira, o chefe executivo da Uber, Dara Khosrowshahi, vai reunir-se com o comissário da TfL, para discutirem o futuro da empresa de transportes na capital britânica.

Sugerir correcção