PJ deteve homem de 81 anos suspeito de atear fogos em Proença-a-Nova

Reformado de 81 anos, reformado foi detido pela presumível prática de crime de incêndio florestal numa zona de mato, pinheiros e sobreiros no distrito de Castelo Branco. Está em prisão preventiva.

Foto
Paulo Pimenta

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou esta segunda-feira que deteve um homem, de 81 anos, suspeito de atear um incêndio florestal em Proença-a-Nova, distrito de Castelo Branco.

Em comunicado, a directoria do Centro da PJ explica que o incêndio registou-se em Chão do Galego, na freguesia de Montes da Senhora, em Proença-a-Nova, no dia 25 de Setembro, "e foi ateado com fósforos, pelo detido, sem motivo aparente, mas sob o efeito do álcool".

O homem, de 81 anos, reformado, foi detido pela presumível prática de um crime de incêndio florestal em terreno povoado por mato, pinheiros e sobreiros em Proença-a-Nova, no distrito de Castelo Branco.

"Foi presente às autoridades judiciárias competentes para primeiro interrogatório e aplicação das medidas de coacção tidas por adequadas, tendo ficado em prisão preventiva", lê-se na nota.