Candidata do PS em Évora promete casas "a preços acessíveis" e cartão social

Elsa Teigão defende a habitação a preços acessíveis e propõe a criação de um cartão social para apoiar “todos os que têm mais dificuldades na área da saúde”.

A candidata do PS à Câmara de Évora visitou na manhã desta terça-feira bairros sociais.
Foto
A candidata do PS à Câmara de Évora visitou na manhã desta terça-feira bairros sociais. Miguel Manso

A candidata do PS à Câmara de Évora, Elsa Teigão, dedicou nesta terça-feira a manhã a visitar bairros sociais, prometendo disponibilizar habitação a "preços acessíveis" e lançar um cartão social para apoiar os munícipes mais desfavorecidos na área da saúde.

Com "perspectivas positivas" para as autárquicas de domingo, em que espera 'destronar' os comunistas da liderança do município, Elsa Teigão escolheu destacar nesta terça-feira a importância da "coesão social", que disse ser o "primeiro pilar" do seu programa.

"Temos medidas concretas para as pessoas que mais precisam, para os idosos e para aqueles que são mais desfavorecidos", assegurou a candidata socialista à agência Lusa, enquanto distribuía folhetos e trocava uns "dedos de conversa" com moradores da Cruz da Picada e antes de uma arruada na Malagueira, bairro projectado pelo arquitecto Álvaro Sisa Vieira.

A cabeça de lista dos socialistas comprometeu-se a lançar um cartão social do munícipe para apoiar "todos os quem têm mais dificuldades na área da saúde" e que apresentem poucos recursos económicos.

"Pretendemos atender a todos. Aos idosos, mas também a todos aqueles que precisam, em colaboração com as juntas de freguesia", prometeu Elsa Teigão.

Também na área social, "outra medida muito importante", segundo a candidata, passa por disponibilizar habitação "a preços acessíveis" às pessoas que têm dificuldades económicas para alugar casa, incluindo casais jovens.

Para concretizar a iniciativa, com a participação de cooperativas de habitação, Elsa Teigão tenciona "reestruturar" e "dar uma nova função" à Habévora, empresa municipal responsável pela gestão do património habitacional público do concelho.

"É importante termos essa função e oferecermos aos eborenses a possibilidade de alugarem casas a preços acessíveis", disse.

Nos últimos dias de 'disputa' eleitoral, a candidata socialista mostrou-se satisfeita com a "dinâmica", afirmando que a campanha do PS em Évora é "vencedora por si só" e que conseguiu "renovar listas" e "reunir muita gente da sociedade civil".

"As nossas perspectivas para domingo são positivas. O PS quando se candidata é para ganhar e é isso que nós pretendemos: é ganhar Évora, assim os eborenses nos dêem esse voto de confiança", referiu.

Nas autárquicas de domingo, concorrem à Câmara de Évora, além de Elsa Teigão (PS), o actual presidente do município, Carlos Pinto de Sá (CDU), António Costa da Silva (PSD), Maria Helena Figueiredo (BE), Pedro D'Orey Manoel (CDS-PP/MPT/PPM) e André Sapage (PAN).

No actual mandato, o executivo municipal é composto por quatro eleitos da CDU, dois do PS e um da coligação PSD/CDS-PP.