Mestrado em Gestão da Católica entre os melhores para Financial Times

Curso foi considerado o terceiro melhor do mundo no critério progressão na carreira.

Foto
Mestrado em gestão ficou em 2.º lugar na Europa daniel rocha

O mestrado em Gestão da Escola de Economia e Gestão da Universidade Católica de Lisboa foi considerado o terceiro melhor do mundo (e o segundo na Europa) no critério progressão na carreira do ranking do Financial Times, divulgou aquela instituição de ensino superior portuguesa.

Em termos globais, este mestrado subiu 14 lugares desde o ano passado e ficou em 38.º lugar, a melhor posição de sempre desde que entrou neste ranking há sete anos, de acordo com um comunicado de imprensa da Católica. O ranking elegeu os 95 melhores mestrados do mundo. 

O ranking do Financial Times, um de vários que o jornal publica ao longo do ano, é uma referência para estudantes e executivos, e um importante momento de promoção para as universidades.

O indicador no qual a Católica ficou no top considera a evolução do percurso profissional entre a conclusão do mestrado e os três anos seguintes, a evolução "aferida pelo grau de senioridade e a dimensão da empresa onde os graduados desenvolvem a sua actividade profissional".

Para o resultado na lista do Financial Times Global Masters in Management 2017 contribuem a evolução da média salarial depois da conclusão do mestrado (62% de aumento), a taxa de empregabilidade três meses depois (que se situa nos 96%) e o progresso na carreira, entre outros.

A Católica está também classificada entre as melhores escolas de gestão da Europa, e é a melhor escola portuguesa segundo o ranking do Financial Times.

Sugerir correcção