PSD de Esposende convoca Santana e ex-líder marca presença num megacomício

Antigo presidente do PSD participa esta sexta-feira à noite, na sessão de apresentação das listas dos candidatos aos órgãos autárquicos do concelho.

Foto
Santana Lopes entra na campanha das autárquicas ENRIC VIVES-RUBIO / PUBLICO

Pedro Santana Lopes vai juntar-se, esta sexta-feira à noite, à sessão de apresentação das listas dos candidatos do PSD às eleições autárquicas no concelho de Esposende e os sociais-democratas jogam as fichas todas na participação do antigo líder do partido no evento. “É o PSD profundo a dar sinal de vida”.

A apresentação dos candidatos vai decorrer durante um jantar-comício na Quinta da Malafaia e tem já lotação esgotada, segundo fonte da direcção de campanha. “Vai ser um comício à moda antiga que contará com a presença de 2500 pessoas que se vão juntar a Pedro Santana Lopes. Vai ser um jantar à moda do bom e velho PSD, com muita gente, muitas bandeiras cor-de-laranja e onde não faltará o hino do social-democrata”,  disse ao PÚBLICO Luís Cirilo, da direcção de campanha do PSD.

“O PSD de Esposende tem uma enorme admiração por Francisco Sá Carneiro e por Pedro Santana Lopes, por ser o fiel seguidor do pensamento do fundador do partido. Além disso, é um ilustríssimo militante social-democrata, que aceitou imediatamente o convite para estar presente na apresentação dos candidatos”, acrescentou Luís Cirilo.

Depois de um consulado de década e meia de domínio do CDS, Esposende tornou-se num bastião do PSD, desde 1989. Nas eleições deste ano, os eleitores estão confrontados com duas candidaturas da área social-democrata: a de Benjamim Pereira, que se recandidata à câmara pelo PSD; e a de João Cepa, que liderou a autarquia durante vários mandatos. Em 2013 deixou o cargo "com a intenção de não voltar à actividade política", mas quatro anos depois, sendo o concelho dirigido pelo seu antigo vice-presidente, Benjamim Pereira, reconsiderou e vai a votos como independente

A menos de um mês das eleições autárquicas, marcadas para 1 de Outubro, o PSD mobiliza-se, recrutando Santana Lopes. O líder do partido, Passos Coelho, já esteve em Esposende, em Janeiro, quando Benjamim Pereira apresentou a candidatura. Esta sexta-feira, os holofotes vão centrar-se em Santana Lopes, que, como se sabe, foi a primeira escolha de Passos para a Câmara de Lisboa. Perante a recusa do provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, o líder convidou a sua amiga pessoal, Teresa Leal Coelho, para ser o rosto do PSD na capital, e no dia da apresentação da candidatura, em Julho, Santana sentou-se na primeira fila da Fundação Champalimaud e ouviu a candidata e também vice-presidente do partido reconhecer que ele era o favorito para estar ali.

Com a expectativa de que o PSD possa capitalizar com a presença de Santana Lopes no megacomício, os militantes enaltecem a “disponibilidade” do provedor da Santa Casa que “está sempre” presente quando o partido precisa. “Santana é um militante que esteve sempre disponível para as batalhas do partido e estas eleições são um combate difícil para o PSD”, afirma ainda Luís Cirilo, observando que Santana “está, de novo, disponível para ajudar o partido neste combate, em vez de andar a pensar em eventuais cenários pós-eleições”.

Quando, em Janeiro, Passos Coelho esteve em Esposende, o pavilhão de Fão encheu-se de cor-de-laranja para o receber. Mas agora a festa parece ter outra dimensão. A direcção de campanha garante que vão estar 2500 pessoas na Quinta da Malafaia contra as 1500 que estiveram no pavilhão de Fão.