PSD recorda socialistas que já passaram pela “escola de maledicência”

António Costa disse que Universidade de Verão do PSD é "escola de maledicência" e Carlos Coelho reage, enumerando os socialistas que já lá foram dar aulas.

Foto
Carlos Coelho defendeu a Universidade de Verão do PSD dos ataques do secretário-geral do PS LUSA/NUNO VEIGA

"Mário Soares, Jaime Gama, António Vitorino, Guilherme d'Oliveira Martins, Correia de Campos, João Proença, Luís Amado, Joel Hasse Ferreira e, este ano, Sérgio Sousa Pinto". É com esta lista de militantes do PS que já passaram pela Universidade de Verão do PSD, nas suas quinze edições, que Carlos Coelho reage às acusações do primeiro-ministro. António Costa disse no domingo que aquela iniciativa era uma "escola de maledicência" e o director da universidade respondeu um dia depois: "Pelo contrário, a Universidade de Verão é uma escola de liberdade. E desde logo da liberdade de expressão!"

No Facebook, Carlos Coelho recordou ainda que "as personalidades mais destacadas da vida política, económica, social e cultural portuguesa passaram ao longo de 15 anos pela Universidade de Verão e fizeram-no em total liberdade. Entre esses, vários socialistas", escreveu, concretizando depois com os nomes de nove militantes do PS que já foram "professores" em Castelo de Vide. 

"Democracia é também aceitar opiniões diferentes. Os alunos da Universidade de Verão sabem-no bem e o primeiro-ministro devia percebê-lo antes de cair no insulto e na desconsideração. Não é bom para o chefe do Governo cristalizar-se a ideia que recorre sistematicamente ao insulto sempre que não tem resposta ou quando a realidade o desmente", acrescentou o eurodeputado e director da iniciativa, reagindo às palavras de Costa, em Coimbra. 

Também o deputado Duarte Marques respondeu ao primeiro-ministro na mesma rede social. "Será que para António Costa, personalidades como Mário Soares, Jaime Gama, Sérgio Sousa Pinto, António Vitorino ou Luís Amado ou até Marcelo Rebelo de Sousa, são professores de 'maledicência'?", questionou.

E não se ficou por aqui: "Lamentável é que quando encurralado na sua mentira e sem argumentos, o primeiro-ministro e o porta-voz do PS fujam sempre para o insulto, para a mentira ou para a calúnia. Tiques, não da 'Escola de Castelo de Vide', mas provavelmente da 'Escola Socrática', que não a grega", escreveu ainda.