Fogo de Oleiros já destruiu dez mil hectares de floresta, diz autarca

Incêndio entrou durante a noite nos concelhos do Fundão e de Castelo Branco.

LUSA/ANTÓNIO JOSÉ
LUSA/ANTÓNIO JOSÉ
LUSA/ANTÓNIO JOSÉ
LUSA/ANTÓNIO JOSÉ
LUSA/ANTÓNIO JOSÉ
Fotogaleria

O incêndio que deflagrou na quarta-feira em Oleiros, no distrito de Castelo Branco, já destruiu dez mil hectares de floresta, segundo o presidente da câmara local.

Fernando Jorge reconheceu, no entanto, em declarações à agência Lusa, que a situação está agora mais calma e que o incêndio apresenta, no concelho, apenas uma frente activa.

Este fogo entrou durante a noite nos concelhos do Fundão e de Castelo Branco. "A situação está mais calma no concelho, mas esta frente activa ainda preocupa. Temo que, se vier o calor, tudo se torne mais complicado", disse.

O autarca explicou ainda que as aldeias de Silvosa e Vinha foram evacuadas por precaução e que os aí residentes foram para casa de familiares.

Outras aldeias estiveram cercadas pelo fogo durante a noite, mas não há registo de casas atingidas.

De acordo com a página da Autoridade Nacional de Protecção Civil, consultada pela agência Lusa às 8h40, combatem este incêndio – que entretanto se juntou a um outro também com início no concelho – 940 operacionais, 299 veículos e dois meios aéreos.