Carminho participa em dois temas do novo disco dos Tribalistas

A portuguesa Carminho participa em dois temas do novo disco do trio que junta Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown e Marisa Monte: Os peixinhos e Trabalivre. O disco foi lançado no Brasil e nas plataformas digitais, esta sexta-feira.

Fotogaleria
Carminho NUNO FERREIRA SANTOS
Fotogaleria
Arnaldo Antunes, Marisa Monte e Carlinhos Brown: os Tribalistas DR

O novo disco dos Tribalistas, o primeiro em 15 anos do supergrupo brasileiro que junta Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown e Marisa Monte, tem a participação da fadista e cantora portuguesa Carminho em dois temas, Os peixinhos e Trabalivre, no segundo como co-autora.

O disco foi lançado esta sexta-feira no Brasil e já está disponível em plataformas digitais como o Spotifty, isto apesar de ter sido noticiado que ele iria ser lançado apenas no final do mês. Em Portugal, a Universal, que detém os direitos da distribuição física do disco, não tem ainda marcada qualquer data para o lançamento.

Carminho, que em finais de 2016 lançou um disco integralmente dedicado a Tom Jobim, como corolário da sua ligação musical ao Brasil, já gravara com Marisa Monte a canção Chuva no Mar, que Carminho incluiu no seu disco Canto, de 2014, e Marisa na sua colectânea Coleção, de 2016.

Da sua experiência brasileira, Carminho afirmou em entrevista ao PÚBLICO, por ocasião do lançamento de Canto: “Primeiro que tudo, aprendi liberdade com o Brasil. De espírito, de expressão. Foi também o Brasil que me ajudou a dar mais voz às minhas composições.” Sobre a canção Chuva no Mar, a cantora portuguesa contou que ela nasceu num encontro em casa de Marisa Monte: “Ela foi-me mostrando várias canções do seu arquivo. Falei-lhe do mar, que é o que nos une, e quando chegámos a esta canção começámos a cantar umas partes ela e umas partes eu, e de repente olhámos uma para a outra e dissemos: ‘está a resultar’. Foi assim uma magia. Ela tinha dito: a canção é que nos vai escolher. E escolheu-nos mesmo.”

Quatro temas divulgados primeiro

Do novo disco dos Tribalistas foram primeiro dados a conhecer quatro temas e respectivos vídeos: Diáspora, Um só, Fora da memória e Aliança. Estas canções foram reveladas num show-surpresa, com apresentação simultânea (ao vivo) dos artistas no Facebook e no Spotify, a partir de um estúdio no Rio de Janeiro, tendo esta sido acompanhada, diz a promotora do disco, por 5,62 milhões de pessoas em 52 países. Agora, como o disco já está nas plataformas digitais, foram também colocados no YouTube ficheiros áudio das restantes canções, como Feliz e saudável.

Além de Arnaldo Antunes, Marisa Monte e Carlinhos Brown (o trio tribalista original), participaram no lançamento (tal como no disco) os músicos Dadi, Cézar Mendes e Pedro Baby. “Desde que fizemos o primeiro álbum”, disse Marisa Monte a propósito do novo trabalho, “nunca deixámos de estar próximos nem parámos de compor em parceria. Mas desta vez sentimos que tínhamos em mãos uma colecção de canções que soavam mais potentes quando cantadas pelos três juntos, daí surgiu o desejo de gravar um novo álbum”.

O disco de estreia dos Tribalistas, lançado em 2002, foi um fenómeno de popularidade em vários países, Portugal incluído, vendendo mais de 3 milhões de cópias em todo o mundo.