Num só dia houve 220 incêndios em Portugal

Sexta-feira foi o dia do ano com mais incêndios no país. Nesta manhã, o mais grave é o de Abrantes.

LUSA/PAULO CUNHA
Foto
LUSA/PAULO CUNHA

Sexta-feira foi o dia em que Portugal registou mais incêndios, em 2017. Segundo os números da protecção civil, num só dia foram registados 220 incêndios – um novo máximo diário –, dos quais 60 no distrito do Porto. 

No primeiro briefing do dia, a adjunta de operações da Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC), Patrícia Gaspar, revelou que neste sábado de manhã há registo de dez incêndios em curso, com o fogo em Abrantes, distrito de Santarém, a ser aquele que mais preocupa as autoridades. No final da tarde de sexta-feira, este incêndio estabilizou, mas durante a noite o cenário voltou a agravar-se.

Segundo a Lusa, há três incêndios em curso e dois em resolução. Ao todo, há 1434 pessoas envolvidas no combate às chamas nos distritos de Leiria, Santarém e Coimbra, de acordo com a ANPC.

No site deste organismo, pouco depois das 8h, eram apontados três importantes fogos em curso: no concelho de Pombal e Alvaiázere, no distrito de Leiria, e no concelho de Abrantes, distrito de Santarém.

Em resolução encontravam-se os fogos nos concelhos de Ferreira do Zêzere, distrito de Santarém, e de Cantanhede, distrito de Coimbra.

O incêndio em Abrantes mobilizava mais operacionais (639), seguindo-se o de Cantanhede (307), Alvaiázere (239), Ferreira do Zêzere (188) e Pombal (61). A apoiar os operacionais no combate às chamas há 457 viaturas.