Mourinho: "Quando o Ronaldo entrou, o árbitro prestou-lhe vassalagem"

Treinador português critica actuação do árbitro da Supertaça Europeia.

Foto
José Mourinho Reuters/OGNEN TEOFILOVSKI

José Mourinho criticou o árbitro por ter validado o primeiro golo do Real Madrid, segundo ele marcado em posição irregular, na vitória por 2-1 sobre o Manchester United, que permitiu aos "merengues" conquistar a Supertaça Europeia de futebol, em Skopje.

“O Real Madrid foi superior em muitos momentos do jogo, mas não o foi noutros. Marcaram um golo em fora-de-jogo, o qual não seria validado com videoárbitro. Tiveram mais algumas oportunidades e nós também, lembro-me de três situações na cara do guarda-redes... Os meus rapazes podem estar desapontados pela derrota, mas têm razões para estarem orgulhosos e optimistas para o futuro”, disse o treinador português do Manchester United no final da partida.

Confessou estar desiludido com o resultado, mas contente com a luta que a sua equipa deu ao Real Madrid: “Jogámos com as nossas ‘armas’ e criámos muitas oportunidades. Não pensava criar tantas oportunidades. Estou chateado com o resultado, mas contente com a luta que lhes demos, com a competitividade, de estarmos a perder e da maneira como reagimos, de os ter obrigado a terminar a defender”.

Mourinho queixou-se também da forma como o árbitro italiano Gianluca Rocchi reagiu à entrada de Cristiano Ronaldo em campo, na segunda parte, e deixou elogios à forma como o craque português soube gerir a situação.

“Quando o Cristiano Ronaldo entrou, o árbitro prestou-lhe vassalagem, ele merece vassalagem, mas não do árbitro. O Cristiano foi superinteligente e superexperiente”.

Questionado sobre o que o Manchester United precisa de ter para conquistar títulos como o Real Madrid, José Mourinho respondeu: "Tem de ter jogadores como eles têm. O Real Madrid tem alguns jogadores que não existem em mais lado nenhum, como Modric, Kroos e Isco”.

O médio defensivo Casimiro foi uma das figuras da partida, não só pelo que jogou, mas também por ter marcado o primeiro dos dois golos com que o Real Madrid derrotou o Manchester United, além de ter ainda rematado de cabeça uma bola à barra.

“Estou feliz com o golo e pela equipa, este é o caminho e oxalá ganhemos todos os títulos possíveis. Mas há que valorizar o trabalho de equipa, porque não é fácil. Temos trabalhado muito para estar aqui”, disse o internacional brasileiro, para quem é importante começar a época com um novo título.

Casimiro valorizou o triunfo "merengue" frente a “um adversário difícil, com qualidade e orientado por um grande treinador”, mas lembrou que este é o Real Madrid, o que significa “a obrigação de ganhar seja contra quem for”.

“Há que felicitar os jogadores do Real Madrid. Não é fácil conquistar os títulos que estamos a conquistar e a fazer história como estamos a fazer. Para isso temos de continuar a trabalhar com toda a humildade”, reforçou Casimiro.