Pêpê Rapazote abre novo trailer da terceira temporada de Narcos

Mesmo depois da morte do narcotraficante Pablo Escobar, a série continua. Desta vez, acompanhará as rivalidades em torno de um dos mais poderosos cartéis de droga colombianos: o cartel de Cali. A nova temporada estreia a 1 de Setembro.

O enredo continua mesmo depois da morte de Pablo Escobar no final da segunda temporada de Narcos, série original da plataforma de streaming Netflix: foi lançado nesta quinta-feira o primeiro trailer da terceira temporada da série, que estreia a 1 de Setembro. Agora, a acção desenrolar-se-á em torno do cartel de Cali, um dos mais lucrativos e poderosos cartéis de droga colombianos. E o trailer arranca com uma cara bem conhecida do público português: o actor Pêpê Rapazote.

Na primeira cena do trailer de dois minutos, partilhado nas redes sociais, o actor surge sentado numa barbearia, enquanto a cabeleireira lhe diz que tem um sotaque estranho. Mas não é por ser português: aqui, Pêpê Rapazote dá vida a Chepe Santacruz Londoño, um dos temíveis barões de droga colombianos que gere o império em Nova Iorque. Um grupo rival entra no estabelecimento e ameaça-o, acabando o grupo morto no chão depois de um tiroteio — algo que não é novidade em Narcos. Esta não é a primeira vez que Pêpê Rapazote participa numa produção internacional: o actor, de 46 anos, já tinha anteriormente participado na série norte-americana Shameless

As novas imagens surgem depois de um teaser de 28 segundos divulgado a 14 de Julho, que anunciava a ascensão de um novo império do tráfico de cocaína. Os dois vídeos, que oferecem um vislumbre dos novos vilões de Narcos, são narrados por Javier Peña (interpretado por Pedro Pascal), um agente do órgão de combate ao narcotráfico DEA. Esta alternância na narração – que antes era feita por outro dos protagonistas, o agente Steve Murphy (Boyd Holbrook) – deverá significar que este último não estará presente na nova temporada, que contará, à semelhança das anteriores, com dez episódios.

Baseada em factos reais, foi a própria história que ditou o final da segunda temporada de Narcos: Pablo Escobar morreu. Mas Narcos não ficou por aí. O actor brasileiro que dava vida a Escobar, Wagner Moura, lembrava que “a ideia por detrás da série foi perceber o tráfico de droga”, conforme noticiava o PÚBLICO. Também o produtor-executivo da série que se estreou em 2015, Eric Newman, contou à revista Hollywood Reporter que o objectivo é precisamente “contar a história contínua da cocaína”, daí que tenham dado à série um nome mais genérico e não um título centrado em Escobar.

Para além da personagem de Pêpê Rapazote, existem outros três grandes barões da droga nesta nova temporada: os irmãos que lideram o cartel de Cali – Gilberto Rodriguez Orejuela (interpretado por Damian Alcazar) e Miguel Rodriguez Orejuela (Francisco Denis) – e ainda Pacho Herrera (Alberto Ammann), que gere as ligações ao México e a distribuição internacional.

“Para acabar com os senhores de Cali era preciso ser-se maluco, estúpido, corajoso, e sortudo — ao mesmo tempo”, é a frase com que Peña termina o trailer, deixando em aberto a luta que será travada entre o cartel e os seus inimigos. A quarta temporada da série também já foi confirmada e deverá estrear em 2018, segundo o IMDb (site especializado em cinema e programas televisivos).