É oficial. Neymar já se despediu dos colegas em Barcelona

Clube espanhol anuncia que jogador não se treina. Brasileiro em negociações com PSG.

Foto
Neymar esteve pouco tempo nas instalações do Barcelona e anunciou aos companheiros que vai deixar o clube EPA/QUIQUE GARCIA

O Barcelona confirmou nesta quarta-feira que Neymar informou os companheiros de equipa que vai deixar o clube e anunciou ainda que o avançado brasileiro não participa no treino da equipa desta quarta-feira, tendo autorização do treinador para se ausentar. Este anúncio surgiu minutos depois de a rádio catalã RC1 ter noticiado que o brasileiro anunciou aos companheiros de equipa que vai mudar-se para o Paris Saint-Germain.

Depois de ter estado algum tempo com os companheiros de equipa em Barcelona, Neymar abandonou as instalações do clube.

Segundo o jornal Marca, uma das contas de Twitter do Barcelona (acessível apenas a seguidores aceites pelo departamento de imprensa do clube) confirma que Neymar anunciou aos companheiros de equipa que vai deixar o clube. Um porta-voz do clube confirmou à Reuters a veracidade desse anúncio. "O jogador veio treinar como previsto e comunicou aos seus companheiros de equipa que vai embora. O treinador deu-lhe autorização para não se treinar e tratar do seu futuro", acrescentou um assessor do clube à AFP.

Ganha, assim, mais força a possibilidade de o brasileiro se transferir para o PSG, naquela que será a maior transferência de sempre do futebol: 222 milhões é o valor da cláusula de rescisão de Neymar, algo de que o Barcelona não abdica

A transferência, no entanto, não está fechada e terá contornos polémicos. O presidente da Liga espanhola já disse que apresentará queixa contra o PSG caso o clube francês contrate Neymar por 222 milhões de euros, alegando que isso desrespeita o fair play financeiro, as regras de equilíbrio de contas impostas pela UEFA.

A UEFA também garantiu no início da semana que vai investigar uma eventual transferência de Neymar. "Independentemente de recebermos, ou não, uma denúncia [sobre a possível contratação] analisaremos os detalhes da transferência para nos assegurarmos do cumprimento das regras do fair-play financeiro", disse Andrea Traverso, responsável da UEFA pelo licenciamento de clubes e 'fair-play' financeiro, à agência espanhola EFE.

Traverso acrescentou que, a concretizar-se a transferência, o clube francês tem de demonstrar que não terá perdas superiores a 30 milhões de euros num período de três anos e lembrou que "o impacto potencial da contratação de Neymar pelo PSG terá efeitos na economia do clube durante muitos anos".

Sugerir correcção