Barcelona exige 222 milhões de euros para deixar sair Neymar

Reacção do clube após brasileiro assumir desejo de mudar para o PSG.

Foto
LUSA/JUANJO MARTIN

Horas depois de Neymar ter informado o Barcelona e os companheiros de equipa que deseja sair do clube, os catalães reagiram, afirmando que só libertam o jogador mediante o pagamento da cláusula de rescisão.

“O jogador Neymar Jr., acompanhado do seu pai e representante, comunicou ao FC Barcelona esta manhã a sua decisão de deixar o clube”, diz um comunicado da formação catalã.

“Perante este posicionamento, o clube comunicou-lhes que os remete para a cláusula de rescisão do seu contrato, que desde o passado dia 1 de Julho é de 222 milhões de euros e deve ser paga na totalidade”, acrescenta a mesma nota.

O Barcelona acrescenta ainda que o jogador continua a ter contrato com o clube, mas tem autorização temporária para se ausentar dos treinos.

Na mesma mensagem, o Barcelona dá conta de que “em resposta à cobrança do prémio de renovação”, os 26 milhões de euros continuam retidos num notário até que haja a resolução do caso.

eymar é desejado pelo PSG. Se a transferência se concretizar, será a mais cara de sempre na história de futebol, ultrapassando os 105 milhões que o Manchester United pagou por Paul Pogba.

A transferência, no entanto, não está fechada e terá contornos polémicos. O presidente da Liga espanhola já disse que apresentará queixa contra o PSG caso o clube francês contrate Neymar por 222 milhões de euros, alegando que isso desrespeita o fair play financeiro, as regras de equilíbrio de contas impostas pela UEFA.

A UEFA também garantiu no início da semana que vai investigar uma eventual transferência de Neymar. "Independentemente de recebermos, ou não, uma denúncia [sobre a possível contratação] analisaremos os detalhes da transferência para nos assegurarmos do cumprimento das regras do fair-play financeiro", disse Andrea Traverso, responsável da UEFA pelo licenciamento de clubes e 'fair-play' financeiro, à agência espanhola EFE.

Traverso acrescentou que, a concretizar-se a transferência, o clube francês tem de demonstrar que não terá perdas superiores a 30 milhões de euros num período de três anos e lembrou que "o impacto potencial da contratação de Neymar pelo PSG terá efeitos na economia do clube durante muitos anos".

Sugerir correcção