Para o Guardian, o Milhões de Festa é a "jóia da coroa" dos festivais portugueses

Diário britânico elogia o ecletismo do festival de Barcelos.

Fotogaleria
Paulo Pimenta
Fotogaleria
Paulo Pimenta
Fotogaleria
Paulo Pimenta
Fotogaleria
Paulo Pimenta
Fotogaleria
Paulo Pimenta
Fotogaleria
Paulo Pimenta
Fotogaleria
Paulo Pimenta
Fotogaleria
Concerto Shame Paulo Pimenta
Fotogaleria
Concerto Shame Paulo Pimenta
Fotogaleria
Concerto Shame Paulo Pimenta
Fotogaleria
Concerto Shame Paulo Pimenta
Fotogaleria
Paulo Pimenta
Fotogaleria
Paulo Pimenta
Fotogaleria
Paulo Pimenta
Fotogaleria
Concerto Bala Paulo Pimenta
Fotogaleria
Concerto Bala Paulo Pimenta
Fotogaleria
Concerto Bala Paulo Pimenta
Fotogaleria
Concerto Pop Dell´Arte Paulo Pimenta
Fotogaleria
Concerto Pop Dell´Arte Paulo Pimenta
Fotogaleria
Concerto Pixvae Paulo Pimenta
Fotogaleria
Concerto Chúpame El Dedo Paulo Pimenta
Fotogaleria
Paulo Pimenta
Fotogaleria
Concerto Meatbodies Paulo Pimenta
Fotogaleria
Concerto Meatbodies Paulo Pimenta
Fotogaleria
Concerto Meatbodies Paulo Pimenta
Fotogaleria
Paulo Pimenta
Fotogaleria
Concerto Bad Breeding Paulo Pimenta
Fotogaleria
Concerto Bad Breeding Paulo Pimenta
Fotogaleria
Concerto Bad Breeding Paulo Pimenta
Fotogaleria
Paulo Pimenta
Fotogaleria
Paulo Pimenta
Fotogaleria
Paulo Pimenta

O diário britânico Guardian foi até Barcelos, cidade que descreve como "sonolenta, mas incrivelmente pitoresca", para espreitar o Festival Milhões de Festa, e regressou a Londres com elogios rasgados para o vale do Cávado e para os concertos que marcaram a última semana.

John Doran, o autor do artigo, começa por fazer um enquadramento da cena musical portuguesa, desde a cena "kuduro/kizomba/tarraxinha/grime/house/techno" dos "bairros mais pobres de Lisboa" até aos efeitos secundários da política de descriminalização das drogas encetada em 2001, para daí declarar que os festivais de Verão portugueses são cada vez mais "amigáveis, inclusivos e relaxados".

E o destaque vai para o Milhões de Festa, onde o primeiro trunfo é a música, o segundo é a piscina e o terceiro a vontade de voltar. "Eu já estou em contagem decrescente para o Milhões de Festa 2018", escreve no jornal britânico. 

"Evento de quatro dias fundado por Joaquim Durães, o Milhões de Festa é a jóia da coroa de calendário anual de festivais em Portugal", declara na ressaca da décima edição do festival.

"O festival orgulha-se de gerar colaborações exclusivas e bem pensadas", escreve Doran, recordando que, desde 2006, o Milhões tem reforçado o estatuto de evento ecléctico, juntando desde a pop mais dançável ao metal mais extremo, sem deixar de parte sonoridades de África, da América Latina e da Ásia.

Ao longo de dez edições, passaram pelo Milhões de Festa nomes tão consagrados quanto The Fall, Electric Wizard, Earthless, The Bug, Deerhoof, High On Fire, Liars, EyeHateGod, Orange Goblin, Chelsea Wolfe, The Vicious Five e Electrelane, como promessas entretanto confirmadas como Alt-J, El Guincho, Toro Y Moi, Washed Out, Mikal Cronin ou Jacco Gardner, recorda o artigo.