Marcelo vai fazer três visitas a tropas portuguesas no estrangeiro até 31 de Outubro

Desconhece-se ainda que países e unidades receberão a visita do chefe de Estado.

Marcelo Rebelo de Sousa assiste às comemorações do 10 de Junho
Foto
Marcelo Rebelo de Sousa assiste às comemorações do 10 de Junho Nelson Garrido

O Presidente da República pediu e a Assembleia da República (AR) autorizou. Marcelo Rebelo de Sousa vai fazer três deslocações ao estrangeiro para visitar forças militares e de segurança portuguesas, entre 1 de Agosto e 31 de Outubro.

Estas visitas do chefe de Estado e comandante supremo das forças armadas têm significado reforçado dado o mal-estar instalado na sequência do recente roubo de material de guerra dos paióis da base militar de Tancos.

De acordo com os documentos disponíveis no site da AR, o Presidente fez o pedido a 12 de Julho, nos termos dos artigos 129.º, n.º 1, e 163.º, alínea B, da Constituição Portuguesa, ambos atestando que o chefe de Estado não se pode ausentar do território nacional sem o “assentimento” da Assembleia.

Nenhum dos três documentos especifica locais e tropas a visitar. Todos dizem apenas que a duração prevista de cada uma das visitas é de dois dias.