Crédito para compra de carro atinge máximos de 2012

Empréstimos para compra de carros superaram 250 milhões de euros, valores máximos desde, pelo menos, 2012, segundo o Banco de Portugal

PAULO PIMENTA
Foto
PAULO PIMENTA

O novo crédito ao consumo subiu 15,1% em Maio, para 572,23 milhões de euros, em termos homólogos, com os empréstimos para compra de carros a superarem os 250 milhões de euros, valores máximos desde, pelo menos, 2012.

Segundo dados divulgados esta segunda-feira, 17 de Julho, pelo Banco de Portugal, o valor total emprestado em Maio (de 572,23 milhões de euros) significa mais 25,8% do que em Abril antecedente e mais 15,1% face a Maio do ano anterior.

Por componentes, o maior valor concedido em Maio foi para crédito automóvel, de 251,521 milhões de euros, o valor mais alto desde, pelo menos, 2012, segundo a compilação de dados feita pelo Banco de Portugal.

O montante concedido para compra de automóvel, em Maio, representou um aumento de 25% face a Abril e de 32% relativamente ao mesmo mês de 2016.

Para a finalidade “créditos pessoais (sem finalidade específica, lar, consolidado e outras)” foram concedidos 227,07 milhões de euros em Maio, mais 25,8% em relação a Abril e 3,1% em termos homólogos.

Com valores bastante distintos estiveram os financiamentos para despesas de educação e saúde e “energias renováveis e locação financeira de equipamentos”: foram concedidos 4,68 milhões, num aumento de 39,7% na variação mensal e 40,1% em termos homólogos.

Por fim, no crédito concedido em “cartões de crédito, linhas de crédito, contas correntes bancárias e facilidades de descoberto”, o montante emprestado foi de 88,961 milhões de euros em Maio, mais 25,8% face a Abril, e mais 15,1% relativamente ao mesmo mês de 2016.