Erdogan encheu as ruas de apoiantes para assinalar o golpe de estado falhado

O Presidente turco guardou o momento alto das comemorações da tentativa fracassada de derrubar o seu AKP do poder para o início da madrugada de domingo, à hora exacta em que o Parlamento turco foi bombardeado.

Uma apoiante do Presidente turco Recep Tayyip Erdogan à escuta durante um discurso de Erdogan Reuters/OSMAN ORSAL
Fotogaleria
Uma apoiante do Presidente turco Recep Tayyip Erdogan à escuta durante um discurso de Erdogan Reuters/OSMAN ORSAL

O Presidente turco guardou o momento alto das comemorações da tentativa fracassada de derrubar o seu AKP do poder para o início da madrugada de domingo, à hora exacta em que o Parlamento turco foi bombardeado.

Antes, participou na marcha de Istambul, uma das duas do dia, acompanhado por alguns dos mais de 2000 mil feridos e pelos familiares de parte dos quase 300 mortos da noite de 15 de Julho de 2016.

Depois de discursar no Parlamento às 2h32 (24h32 em Portugal continental), Erdogan vai inaugurar um monumento às vítimas erguido no seu próprio palácio.

Para além das comemorações oficiais, em Istambul e em Ancara, o Presidente apelou aos turcos das 81 províncias do país para “se juntarem em vigílias pela democracia nas áreas designadas das suas cidades e regiões, tal como foi feito há um ano”. Sofia Lorena

Erdogan e a mulher, Emine Erdogan, saúdam apoiantes quando chegam ao local do evento que assianala a tentativa falhada de golple de Estado de 2016
Erdogan e a mulher, Emine Erdogan, saúdam apoiantes quando chegam ao local do evento que assianala a tentativa falhada de golple de Estado de 2016 Reuters/HANDOUT
Erdogan enquanto fala num gigantesco comício
Erdogan enquanto fala num gigantesco comício Reuters/HANDOUT
Milhares de pessoas juntaram-se nas ruas de Istambul, onde os golpistas actuaram primeiro, numa ponte junto ao Bósforo.
Milhares de pessoas juntaram-se nas ruas de Istambul, onde os golpistas actuaram primeiro, numa ponte junto ao Bósforo. Reuters/HANDOUT
Reuters/HANDOUT
LUSA/TOLGA BOZOGLU
Um homem exibe um boneco que pretende ser a representação de Fethullah Gulen, o clérigo turco que vive nos EUA e que segundo Ancara é o responsável pelo golpe falhado
Um homem exibe um boneco que pretende ser a representação de Fethullah Gulen, o clérigo turco que vive nos EUA e que segundo Ancara é o responsável pelo golpe falhado Reuters/OSMAN ORSAL
LUSA/TOLGA BOZOGLU
Uma apoiante de Erdogan
Uma apoiante de Erdogan Reuters/OSMAN ORSAL
LUSA/ERDEM SAHIN
Reuters/OSMAN ORSAL
Retratos de vítimas mortais da tentativa de golpe de Estado
Retratos de vítimas mortais da tentativa de golpe de Estado Reuters/OSMAN ORSAL
O President turco acena ao caça F-16 que escolta o avião presidencial no voo entre Ancara e Istambul
O President turco acena ao caça F-16 que escolta o avião presidencial no voo entre Ancara e Istambul Reuters/HANDOUT
Reuters/HANDOUT
Sugerir correcção