Facebook Messenger vai ter publicidade no meio das conversas

O novo formato já foi testado e vai ser introduzido gradualmente ao longo deste mês.

O Messenger tem 1,2 mil milhões de utilizadores mensais
Foto
O Messenger tem 1,2 mil milhões de utilizadores mensais Reuters/STEPHEN LAM

O Facebook Messenger vai passar a ter um novo formato de publicidade. A novidade – ainda em fase de testes – foi apresentado esta quarta-feira. O objectivo é monetizar o serviço de chat da rede social (o Messenger tem 1,2 mil milhões de utilizadores mensais).

Os novos anúncios vão aparecer intercalados entre as conversas que os utilizadores têm no Messenger. Ao clicar num, o utilizador pode ser redireccionado para o site da empresa ou descobrir mais sobre um produto ou serviço sem sair da plataforma de mensagens, através de uma conversa com um chatbot (programa automático de mensagens) da empresa.

A publicidade em formato de conversa existe desde Novembro, mas noutros moldes. Nessa altura, o Facebook apresentou uma funcionalidade que permite redireccionar um utilizador que clique num anúncio (seja dentro ou fora da rede social) para uma conversa no Messenger, em vez de para uma tradicional página na Web. Mas há regras: após uma conversa começar, a empresa tem um período de 24 horas para falar com o utilizador. Terminado esse período, a empresa pode enviar mais uma mensagem, mas só se o utilizador responder é que a conversa pode continuar por mais 24 horas. A partir de agora, os anúncios ou conversas automáticas que os utilizadores considerem interessantes podem também ser partilhadas com os amigos.

O serviço vai ser gradualmente introduzido ao longo do mês de Julho, mas já foi testado com sucesso na Tailândia e na Austrália. Tal como os outros anúncios do Facebook, as empresas poderão seleccionar públicos e horários específicos para enviar as mensagens.