Atletismo

Liga de Diamante: Niekerk e Pichardo brilham em Lausanne

Oitavo meeting do circuito contou também com Tsanko Arnaudov, que foi sétimo no concurso do peso.
Foto
Reuters/DENIS BALIBOUSE

A Liga de Diamante do atletismo entrou em Lausanne, na Suíça, na segunda metade do seu percurso em 2017 com um meeting sempre vistoso, que atestou o bom momento de forma de Wayde van Niekerk nos 400m e de Pedro Pablo Pichardo no triplo salto. Para além disso, permitiu à nova coqueluche do atletismo nacional, o lançador de peso Tsanko Arnaudov, enfrentar pela primeira vez parte da elite mundial depois de ter colocado o recorde nacional da especialidade em 21,56m, no Campeonato da Europa de Nações, em Vaasa.

Atingiu o seu limite de artigos gratuitos

Arnaudov esteve muito bem, mas acabou em sétimo de um concurso recheado de campeões. Lançou 20,80m ao segundo ensaio, enquanto na frente o líder mundial e campeão olímpico americano Ryan Crouser voltava a esmagar a barreira dos 22m, com 22,39m, ficando adiante do neozelandês Tom Walsh (21,97m) e do checo Tomas Stanek (21,36m). Mesmo um múltiplo campeão mundial, como o alemão David Storl, teve de se contentar com o quinto lugar (21,17m), neste contexto competitivo excepcional.

O atleta mais esperado em Lausanne era, no entanto, o sul-africano Wayde van Niekerk, que fazia a sua primeira corrida de 400m do ano. Com uma facilidade desarmante, e em total descontracção, Niekerk acabou em 43,62s, melhor marca da temporada, que parece indicar que o já de si incrível recorde mundial de 43,03s, dos Jogos do Rio, poderá ter revisão este ano.

Em forma brilhante apresentou-se também o cubano Pedro Pichardo, actualmente a residir em Portugal, chegando à vitória no triplo salto com uma marca de grande valia, a terceira mundial da temporada, a 17,60m, que lhe permitiu bater os americanos Christian Taylor (17,49m) e Will Claye (17,12m), precisamente os que se encontram adiante de si nas listas de 2017.

No salto com vara, o americano Sam Kendricks somou mais uma vitória, e de novo muito alta, a 5,93m, mas, em segundo lugar, o polaco Pawel Wojciechowski fez igual, batendo o recorde nacional ao ar livre.