Drone do Facebook para fornecer Internet faz primeiro voo bem sucedido

A primeira experiência com a aeronave, que tem o tamanho de um Boeing, tinha acabado com o aparelho “substancialmente destruído”.

Fotogaleria
O drone do Facebook é maior que o avião Boeing 737 Facebook Code
Fotogaleria
A lentidão é uma das características principais do drone Facebook Code

O drone gigante do Facebook – que se chama Aquila, move-se a energia solar e tem  a missão de distribuir Internet onde ela ainda não chega – levantou voo novamente. Desta vez, foi um sucesso.

“A nave voou durante uma hora e 46 minutos, e aterrou perfeitamente na pista de aterragem preparada”, escreve o director da plataforma de aeronáutica do Facebook, Martin Luis Gomez, num comunicado sobre o voo, que ocorreu no final de Maio, no estado americano do Arizona.

A primeira tentativa de pôr o Aquila no ar, em Julho, acabou com o drone “substancialmente destruído” devido a turbulência inesperada. As condições climatéricas – descritas como "rajadas de vento que estavam além das capacidades do piloto automático" – causaram a destruição da asa direita do aparelho durante o voo.

Para a segunda tentativa, Gomez frisa que “todos estudaram as previsões do vento”, e foram feitas algumas modificações às asas para facilitar a aterragem do drone. Não é tarefa fácil: o Aquila pretende chegar aos 18 mil metros de altitude, e o comprimento das asas é maior que um avião Boeing 737 (com capacidade para transportar um máximo de 215 passageiros). Mas, de acordo com Gomez, o drone apenas gasta “o equivalente a três secadores de cabelo” e é carregado com energia solar.

A lentidão, porém, é uma das suas características principais. “O Aquila não faz nada depressa”, admite Gomez. Levanta voo devagar, aterra ainda mais devagar e quando está a voar move-se a cerca de 16 a 24 quilómetros por hora. Mas a lentidão é feitio e não defeito:“Criámos a Aquila desta forma porque é suposto ficar na mesma área durante longos períodos de tempos a fornecer uma ligação de Internet."

Além do problema com a aterragem, o segundo teste de voo tinha o objectivo de registar informação sobre a velocidade, altura e direcção do drone, graças a centenas de sensores instalados. Se passar todos os testes, o Aquila irá fornecer Internet a áreas rurais pelo mundo. Porém, o Facebook não vai lidar directamente com os clientes nessas zonas, mas sim com fornecedores de Internet locais que queiram ajuda a expandir o seu alcance. "Faz tudo parte da nossa missão de conectar o mundo e ajudar os quatro mil milhões de pessoas que ainda não estão online a aceder a todas as oportunidades na Internet", escreveu Mark Zuckerberg na altura do primeiro voo. 

P24 O seu Público em -- -- minutos

-/-

Apoiado por BMW
Mais recomendações