António Domingues vai ser vice-presidente do Banco de Fomento de Angola

PÚBLICO confirma informação avançada por Luís Marques Mendes. Domingues vai ocupar um lugar na administração do banco angolano controlado por Isabel dos Santos.

Foto
António Domingues saiu da administração da CGD em 2016 Enric Vives-Rubio/ARQUIVO

António Domingues, ex-presidente da Caixa Geral de Depósitos (CGD), vai ser administrador não executivo do Banco de Fomento de Angola (BFA), detido maioritariamente pela Unitel, da empresária angolana Isabel dos Santos. A informação foi avançada por Luís Marques Mendes, no seu espaço de comentário político de domingo na SIC, complementada pelo Negócios - com a informação de que Domingues será vice-presidente do BFA. E foi entretando confirmada pelo PÚBLICO.

Domingues demitiu-se da presidência da CGD em Novembro, após semanas de impasse e polémica em torno da entrega das declarações de rendimentos e património dos elementos da administração da Caixa ao Tribunal Constitucional. Paulo Macedo, antigo ministro da Saúde, seria o nome escolhido por António Costa para substituir Domingues ainda em 2016.