Navalni formalmente impedido de se candidatar contra Putin

O principal opositor de Vladimir Putin tinha anunciado a candidatura à presidência nas eleições do próximo ano. No entanto, a comissão eleitoral diz que o activista não tem esse direito por ter sido condenado por fraude.

Foto
LUSA/SERGEI ILNITSKY

O principal opositor de Vladmitir Putin, que tem organizado a grande maioria dos protestos contra o Kremlin, Alexei Navalni, foi formalmente impedido de se candidatar às eleições presidenciais que se realizam no próximo ano.

Segundo a BBC, a comissão eleitoral russa justifica a decisão pelo facto de Navalni ter sido condenado por fraude, o que torna a candidatura ilegal. Navalni diz que estes processos foram politicamente motivados.

O advogado e activista anticorrupção diz que vai recorrer da decisão, argumentando que apenas pessoas detidas estão impedidas de concorrer a eleições nacionais.  

Apesar de o seu partido não ter qualquer representante parlamentar, Navalni tornou-se a principal figura da oposição a Putin nos últimos anos. Em 2016, anunciou que se iria candidatar às presidenciais de Março de 2018 para fazer frente ao Presidente. Contudo, o facto de ter sido detido várias vezes e de ter sido condenado duas vezes a penas suspensas colocou em causa a candidatura.

Navalni tem organizado algumas das maiores manifestações contra o Kremlin dos últimos anos. A última das quais ocorreu no início deste mês, com Navalni a ser detido à porta de sua casa e condenado a 30 dias de prisão.