Morreu Carlos Macedo, antigo ministro dos Assuntos Sociais

Ex-dirigente social democrata sofria de problemas cardíacos.

Foto
Luis Vasconcelos/Arquivo

O ex-secretário de Estado da Saúde e antigo ministro dos Assuntos Sociais Carlos Macedo morreu este domingo aos 80 anos. O médico, antigo dirigente do Partido Social Democrata, sofria de problemas cardíacos.

Nascido em Coimbra a 26 de Janeiro de 1937, Macedo integrou os governos de Francisco Sá Carneiro e Francisco Pinto Balsemão, em 1981, e foi deputado à Assembleia da República de 1979 a 1983.

Apesar de ter sido fundador do PSD, esteve em ruptura com o partido diversas vezes. Saiu logo no congresso de Aveiro, em 1975, tendo regressado três anos depois quando Sá Carneiro retomou a liderança. Acabaria por ser expulso em 1989, quando Cavaco Silva era líder, em conflito com este, que disse ter "uma estrutura política e psíquica autocrática", e com a então ministra da Saúde Leonor Beleza. Mais tarde, aderiu ao CDS-PP, pelo qual concorreu à câmara de Sintra.

Num comunicado citado pela Lusa, o PSD manifesta "pesar" pela morte de Macedo, "recordando a militância activa e influente do antigo dirigente do partido, desde a primeira hora".

“O PSD recorda a participação activa e de grande relevo do doutor Carlos Macedo durante um momento fundamental da vida interna do partido. A família social democrata presta homenagem ao homem, político e médico”, refere o comunicado.