Diversos jogadores de topo investigados em Espanha

São vários os futebolistas sob a alçada das autoridades, por fuga ao fisco. Entre eles, além de Ronaldo, estão outros três portugueses.

Fotogaleria
O astro argentino Lionel Messi é um dos alvos do fisco espanhol Reuters/Albert Gea
Fotogaleria
Mascherano Reuters/JUAN MEDINA
Fotogaleria
Neymar Reuters/Sergio Perez
Fotogaleria
Fábio Coentrão Reuters/SERGIO PEREZ
Fotogaleria
Radamel Falcao Reuters/SUSANA VERA
Fotogaleria
Pepe e Ricardo Carvalho Reuters/FELIX ORDONEZ

Leo Messi

A 25 de Maio deste ano o Supremo espanhol condenou o jogador argentino do Barcelona a 21 meses de prisão por defraudar o fisco espanhol em 4,1 milhões de euros nos anos de 2007, 2008 e 2009. Nesse período, Messi não declarou rendimentos relativos aos direitos de imagem no valor de 10,1 milhões de euros.

Mascherano

O internacional argentino, que alegou que não sabia de nada porque delegara o assunto nas mãos dos assessores, foi condenado a um ano de prisão e a uma multa de 815.000 euros, também no decurso de um processo de fuga ao fisco. Mascherano reconheceu, mais tarde, que ocultou mais de 1,5 milhões de euros (entretanto devolvidos) da autoridade tributária relativos a direitos de imagem respeitantes a 2011 e 2012.

Neymar

O Barcelona acordou, em Dezembro do ano passado, pagar uma multa ao fisco espanhol no valor de 5,5 milhões de euros por fraude fiscal na transferência do brasileiro Neymar para o clube. Porém, em Espanha e no Brasil decorrem ainda investigações contra o futebolista e o seu pai por fuga ao fisco nos dois países.

Fábio Coentrão

Em Maio deste ano ficou a saber-se que a Procuradoria de Madrid acusa Fábio Coentrão de fuga ao fisco entre 2012 e 2014 no valor de 1,29 milhões de euros. Tal como Ronaldo, esta fuga implicará verbas ligadas aos direitos de imagem do jogador.

Radamel Falcao

O jogador colombiano que actuou no FC Porto e Atlético de Madrid e que actualmente representa o Mónaco é igualmente acusado pelo fisco espanhol. Falcao terá defraudado as finanças entre 2012 e 2013 em valores na ordem dos 5,66 milhões de euros.

Pepe e Ricardo Carvalho

O fisco espanhol anunciou em Dezembro do ano passado ter lançado uma investigação aos jogadores portugueses Pepe (Real Madrid) e Ricardo Carvalho (ex-Real Madrid, actualmente a jogar na China) por alegada fuga aos impostos. Até ao momento não foram revelados resultados.