Torne-se perito

Miguel Cardoso é o novo treinador do Rio Ave

Técnico esteve nas últimas quatro épocas ligado aos ucranianos do Shakhtar Donetsk.

Foto
Rio Ave Futebol Clube/DR

O novo treinador do Rio Ave, sétimo classificado na última Liga NOS, disse nesta segunda-feira que vai criar uma equipa para ganhar todos os jogos, em declarações durante a sua apresentação.

Miguel Cardoso, que assinou com os vila-condenses um contrato válido por uma época mais uma de opção, rende no comando técnico Luís Castro, entretanto já apresentado no Desportivo de Chaves.

“Há um conjunto de valores que quero trazer: disciplina, responsabilidade, excelência, comunicação e identidade”, começou por dizer o treinador que reforçou: “Se formos competitivos ao longo de uma época, provavelmente discutiremos coisas interessantes.”

O presidente António Silva Campos explicou a aposta em Miguel Cardoso, lembrando que houve outras hipóteses em cima da mesa. “Aqui não há segundas opções. Houve uma preocupação muito grande em enquadrar o novo treinador no perfil que queríamos. Tivemos várias opções em cima da mesa, não vou desvalorizá-las. Mas entendemos que a melhor hipótese é esta”, disse.

António Silva Campos referiu estar satisfeito com a escolha e confiança no futuro. “Espero que tenha muito sucesso, o sucesso dele é o sucesso de todos nós e do Rio Ave. Tem sido hábito do Rio Ave apostar em jovens treinadores, os resultados nos últimos anos têm sido positivos. É um risco que assumimos e temos a consciência tranquila de fazer o melhor que sabemos para dignificar o Rio Ave e estar sempre entre os oito primeiros. Iremos sempre lutar por esse objectivo: ficar entre os oito primeiros”, acrescentou ainda.

Miguel Cardoso, de 45 anos, regressa ao futebol português para se estrear na condição de técnico principal. Nas últimas quatro épocas esteve ligado aos ucranianos do Shakhtar Donetsk, no qual entrou como coordenador técnico, passou a treinador da formação secundária e acabou como adjunto de Paulo Fonseca na equipa principal.

Antes disso, Miguel Cardoso foi adjunto de Domingos Paciência nos espanhóis do Deportivo, bem como no Sporting e Académica.