Trump retira EUA do Acordo de Paris

Presidente norte-americano confirmou oficialmente a decisão dos EUA de sair do acordo assinado em 2015 sobre as alterações climáticas.

EPA/SHAWN THEW
Foto
EPA/SHAWN THEW

Donald Trump confirmou, esta quinta-feira, que os Estados Unidos vão abandonar o Acordo de Paris sobre as alterações climáticas assinado em Dezembro de 2015. Na comunicação que realizou na Casa Branca, o Presidente norte-americano afirmou que esta decisão cumpre com a sua promessa eleitoral de "pôr os trabalhadores americanos em primeiro lugar".

"Para proteger a América e os seus cidadãos, os EUA vão sair do Acordo de Paris", anunciou Donald Trump. Além disso, o líder norte-americano afirmou ainda que os EUA iriam "gastar uma vasta fortuna" com o acordo sobre as alterações climáticas – que considerou ser uma "redistribuição maciça da riqueza dos EUA por outros países" –, e que perderiam milhões de empregos.

Donald Trump começou por adereçar “as suas orações” às vítimas do ataque terrorista desta quinta-feira na capital das Filipinas. Depois, disse estar, “uma a uma”, a cumprir as suas promessas eleitorais. Trump diz que quer negociar um acordo melhor e "justo" para "beneficiar empresas e cidadãos americanos". "Vamos começar a negociar e vamos ver se conseguimos chegar a um acordo melhor. Se não conseguirmos, tudo bem", referiu.

Siga ao minuto as reacções ao anúncio de Trump

O Presidente dos Estados Unidos explicou que a retirada do Acordo de Paris é “uma reafirmação da soberania”, dizendo que é uma “grande honra” proteger a Constituição do país. 

P24 O seu Público em -- -- minutos

-/-

Apoiado por BMW
Mais recomendações