Fotogaleria
DR
Fotogaleria
O método de votação é simples

Um emoji para a menstruação, porque não?

Quantos emojis existem? Quantas emoções cabem naquelas "carinhas" amarelas? A Plan International lançou uma campanha: incluir no quadro oficial de emojis um relacionado com a menstruação. Podes votar no teu favorito

Emojis, emojis por todo o lado, emojis sobre tudo. A comunicação virtual é possível sem palavras, sem idioma, sem complicações. Basta uma cara redonda e amarela para explicar, sem grande dificuldade, o que sentimos. E, por isso, a Plan International na Austrália, uma organização sem fins lucrativos de protecção aos direitos das mulheres, resolveu criar uma campanha nas redes sociais para eleger um emoji que represente a menstruação e que passe a fazer parte integrante do quadro oficial de emojis.

A iniciativa faz sentido, mas há quem se questione: “não existem problemas maiores no mundo?” ou “é assim tão importante que exista um emoji que represente a menstruação?”. Mas se existem emojis tão peculiares como um macaco a tapar os olhos, a boca e os ouvidos, ou uma cara amarela que chora de felicidade, por que não criar uma gota de sangue que chora e ri?

Porque não criar um emoji que demonstra a realidade de todas as mulheres? As possibilidades são cinco e todas (e todos) podemos voltar: o “dia d” do calendário, em que o nosso querido amigo diz olá e se instala por uns bons (ou maus) dias, o penso higiénico, o próprio útero, umas cuecas manchadas com sangue ou as simples gotinhas.

O estigma ainda existe e o objectivo é desafiá-lo de forma simples. A votação decorre até sexta-feira, dia 2 de Junho, dia em que será anunciado o emoji escolhido. O método de votação é bastante simples: aceder à página de Facebook da Plan International e "reagir" de acordo com a tua preferência, como demonstrado na imagem ao lado. Posteriormente, a organização irá transferir o projecto para o consórcio Unicode, que irá decidir se o novo ícone será ou não integrado no “quadro oficial de emojis”.

Susanne Legena, da Plan International, argumenta, dizendo que os emojis são um género de linguagem universal e, por esse motivo, faz sentido usá-lo para quebrar o tabu ainda existente em relação à menstruação. "Mesmo que 800 milhões de mulheres e meninas entre os 15 e os 49 anos se queiram expressar em relação ao seu período menstrual, não o podem fazer através de um emoji. Não é ridículo que exista um emoji de uma disquete e não exista um que represente a menstruação?”, questiona. 

Em 2016, a marca de produtos de higiene BodyForm lançou uma campanha idêntica, a #Femojis. O objectivo? Recolher assinaturas suficientes para solicitar a inclusão de ícones relativos à menstruação. No entanto, a Unicode acabou por rejeitar o pedido. Será que é desta?

Sugerir correcção