Schäuble diz que Centeno é o “Ronaldo” das finanças europeias

O “Ronaldo do Ecofin”, o grupo de ministros das Finanças da União Europeia. Foi assim que o ministro das Finanças alemão terá definido o homólogo português.

Foto

O ministro alemão das Finanças, Wolfgang Schäuble, disse esta terça-feira que Mário Centeno é o “Ronaldo do Ecofin”, o grupo de ministros das Finanças da União Europeia.

A expressão foi citada na Playbook, a newsletter do jornal Politico, que comenta que “há 12 meses era muito diferente”, com Portugal à beira de sanções económicas e com o Governo de coligação de esquerda a suscitar as mais diversas dúvidas.

Na actualidade o Governo português já não viola as regras orçamentais da União Europeia e espera entregar antecipadamente 10 mil milhões de euros ao FMI, lê-se ainda na newsletter do Politico, que titula que Portugal é neste momento o “novo menino-bonito das reformas” europeias. 

A mesma publicação refere que uma fonte portuguesa olha para esta mudança de atitude e este elogio do ministro das Finanças alemão como ganhar o festival da Eurovisão das políticas europeias. O elogio acontece na semana em que a Comissão Europeia recomendou a saída de Portugal do procedimento por défice excessivo. E também numa altura em que Mário Centeno volta a ser referido como hipótese para presidir ao Eurogrupo. 

Em Outubro de 2016, o ministro das Finanças da Alemanha havia tecido considerações negativas sobre Portugal, dizendo que Portugal estava no bom caminho até o Governo de Costa entrar em funções. Na altura o governante alemão avisou mesmo o excutivo português dos riscos do caminho que estava a ser seguido, dizendo que havia alertado Mário Centeno nesse sentido. "Está a acontecer de uma forma para a qual alertei o meu colega português, porque eu disse-lhe: 'Se seguirem esse caminho, vão assumir um grande risco'", afirmou nessa ocasião.

Sugerir correcção