Ganapathy Kumar/Unsplash
Foto
Ganapathy Kumar/Unsplash

Os três maiores erros que podes cometer como novo proprietário de um papagaio

São aves muito gratificantes como animais de estimação, mas muitos continuam a viver aquém da sua longevidade devido a erros básicos de maneio. O bem-estar do teu papagaio depende do teu conhecimento, motivação e dedicação

Os papagaios são seres magníficos e muito gratificantes de se ter como animais de estimação durante muitos e muitos anos. No entanto, isto apenas é válido para quem está disposto a comprometer-se e a disponibilizar parte do seu tempo para aprender como melhor tratar deles.

Estas aves são cada vez mais frequentes como animais de estimação mas, infelizmente, no meu dia-a-dia, vejo que a maior parte delas continua a viver muito aquém da sua longevidade devido a erros básicos de maneio. Deves estar ciente que o bem-estar do teu papagaio de estimação depende do teu conhecimento, motivação e dedicação, de forma a providenciares os cuidados mentais e físicos adequados. Aqui ficam três dos principais erros que novos proprietários de papagaios fazem e como evitá-los.

1) Uma alimentação à base de sementes

PÚBLICO -
Foto
Marta é médica veterinária de animais exóticos e trabalha na Exóticos em Braga

A dieta de um papagaio é o aspecto mais importante do seu maneio pois interfere directamente com a sua saúde, longevidade, aparência e até mesmo com o seu comportamento. A maioria das aves tem uma dieta à base de sementes e os papagaios não são excepção, comendo quase sempre sementes de girassol. Isto pode levar a vários problemas de saúde, nomeadamente obesidade, aterosclerose, patologia hepática e até a problemas reprodutivos. As aves necessitam de uma dieta adequada em termos de proteína, hidratos de carbono, gordura, vitaminas, minerais e água, e uma dieta centrada em sementes não lhes fornece esta base essencial. Uma alimentação equilibrada deve consistir em cerca de 80% num granulado de elevada qualidade específico para a espécie de papagaio que temos e em cerca de 20% em vegetais, fruta e algumas sementes. Os vegetais e a fruta devem ser sempre devidamente lavados. Como alimentos proibidos ou desaconselhados estão a batata crua, o caroço de pêssego, a cebola, o ruibarbo, o abacate, a beringela, o chocolate, o álcool, a cafeína e todos os alimentos com adição de açúcares ou de sal. As aves podem não reconhecer novos alimentos como comida e por isso qualquer transição de dieta deve ser feita com cautela.

2) Uma gaiola pequena ou uma corrente

Um papagaio precisa de espaço, precisa de fazer exercício diariamente e tanto uma gaiola pequena como uma corrente impossibilitam-no. O tamanho da gaiola deve permitir que as aves possam voar e exercitar-se, mas obviamente quanto maior melhor. Como mínimo, o papagaio deve ter espaço para vários poleiros e deve conseguir rodar de asas completamente abertas sem tocar nas grades ou noutros poleiros.

3) Falta de enriquecimento ambiental

Como animais inteligentes, um papagaio não ter enriquecimento ambiental pode induzir sofrimento ou comportamentos negativos indesejados, por não ter a oportunidade de expressar comportamentos naturais ou de se exercitar. Há diversas categorias do enriquecimento ambiental de uma ave, mas o mais importante a saberes é que o objectivo é aumentar a actividade da ave e promover uma vasta diversidade de comportamentos naturais. Isto pode ser alcançado com a oferta frequente de diferentes materiais, poleiros e brinquedos com os quais possa brincar e destruir. Além disso, pode-se também variar o local e a forma como oferecemos os alimentos.

Não desanimes se o teu papagaio tiver medo de brinquedos novos ou se estiver a ser difícil fazer a transição da dieta. Todos os animais reagem de formas diferentes mas há uma solução para cada um deles, só tens que te informar. Os papagaios são seres exigentes mas fantásticos e que valem a pena todo o nosso empenho.

Sugerir correcção