Católica do Porto e Santa Casa juntam-se e saem a ganhar

Parceria prevê uma bolsa de mil euros para o melhor aluno de licenciatura da Escola das Artes e duas de mérito no mestrado de Conservação e Restauro de Bens Culturais

Parceria pretende aumentar a cooperação entre as duas instituições
Foto
Parceria pretende aumentar a cooperação entre as duas instituições Adriano Miranda

Um protocolo assinado no início deste mês entre a Universidade Católica Portuguesa do Porto e a Santa Casa da Misericórdia do Porto (SCMP) institui, para o ano lectivo de 2017/18, o “Prémio José Luís Novaes”, uma bolsa no valor de mil euros, para o aluno com a melhor média final de licenciatura da Escola das Artes. Esta parceria também prevê a criação de duas bolsas de mérito que se concretizam, cada uma, numa isenção de propinas e matrícula de 50% no mestrado de Conservação e Restauro de Bens Culturais. O acordo entre as duas instituições tem como principal objectivo promover a realização de iniciativas que aprofundem a cooperação entre ambas. 

O acordo, agora divulgado pela Católica, assenta num interesse mútuo e, exemplo disso, é o caso da concessão das bolsas de mérito para Conservação e Restauro de Bens Culturais: os trabalhos têm de ser desenvolvidos no âmbito do mestrado, evidenciando sempre interesse para a Santa Casa através da abordagem de temas relacionados com a instituição ou através da intervenção em obras do seu património.

A valorização recíproca está na base do acordo entre a Universidade e a Santa Casa nos domínios da inovação e investigação científica, interacção entre o sistema científico e tecnológico ou o sector social. A parceria também pretende potenciar iniciativas no âmbito das artes e cultura, implementação de projectos, realização de serviço comunitário, de estágios e a atribuição de prémios ou bolsas a alunos ou graduados das diversas faculdades, escolas e institutos instalados na Universidade Católica Portuguesa do Porto.

O protocolo foi celebrado no dia 5 de Maio e assinado pela reitora da Universidade Católica Portuguesa, Isabel Capeloa Gil e por António Tavares, provedor da Santa Casa da Misericórdia do Porto. 

Texto editado por Ana Fernandes