Um elaborado número musical para marcar o regresso de Will & Grace

A sitcom vai voltar ao pequeno ecrã no Outono e o primeiro trailer mostra os quatro protagonistas a cantar e a dançar no icónico set de gravações que lhes valeu 16 Emmys.

Fotogaleria
O primeiro poster lançado pela NBC.
Fotogaleria
Imagem promocional do sketch sobre as eleições presidenciais

Em Setembro do ano passado, o elenco de Will & Grace reuniu-se após uma década para filmar um especial de dez minutos sobre as eleições presidenciais norte-americanas. O sketch tornou-se imediatamente viral e desencadeou uma série de rumores sobre o possível regresso da icónica sitcom norte-americana numa era em que a televisão não se coíbe de resgatar os sucessos do passado. A confirmação da NBC chegou em Janeiro, quando o canal norte-americano que emitiu a série entre 1998 e 2006 anunciou o regresso de Eric McCormack (Will), Debra Messing (Grace), Sean Hayes (Jack) e Megan Mullally (Karen), assim como dos criadores originais, Max Mutchnick e David Kohan, e do realizador James Burrows, para 12 novos episódios.

Esta segunda-feira, na apresentação anual da NBC para a temporada 2017/2018, foi desvendado o primeiro trailer do revival da comédia que fez furor nos anos 2000 pelas referências certeiras à cultura pop, a destemida crítica social e política e a abertura com que tratava a homossexualidade no prime-time norte-americano. No vídeo de mais de cinco minutos, vemos Debra Messing reticente em voltar aos estúdios com medo de que o revival não fique à altura do êxito que foi em tempos Will & Grace, mas as suas preocupações são dissipadas por Eric McCormack, que leva a sua co-protagonista a visitar o set onde foram gravadas as oito temporadas da série. Aí, Sean Hayes e Megan Mullally já se encontram em personagem e juntam-se aos dois melhores amigos para um número musical em que relembram o espaço a dançar e a cantar. Ainda sem data oficial de estreia, Will & Grace deverá ir para o ar no Outono.

“Foi um choque estar de volta àquele cenário com o menor dos acessórios no seu devido lugar. Foi surreal, entusiasmante e certamente nostálgico”, disse Debra Messing à The Hollywood Reporter, em Setembro, aquando da rodagem para o especial das presidenciais, que decorreu ao longo de cerca de 24 horas. Na mesma altura, Eric McCormack manifestava a vontade colectiva do elenco em regressar ao pequeno ecrã. “Tenho a certeza de que estaríamos todos dispostos a discutir essa ideia”. Assim foi e a sitcom recebeu luz verde para avançar, ainda que por um número limitado de episódios. “Estamos muito entusiasmados por ter de volta uma das comédias mais inteligentes e engraçadas da história da NBC”, dizia em Janeiro à Variety Robert Greenblatt, Presidente do Conselho de Administração da NBC Entertainment.

O revival, que nasceu da popularidade de um vídeo de 10 minutos e viu a sua remessa de episódios aumentar de dez para 12, pode mesmo não se ficar por aqui. “Tenho esperança de que haja mais [episódios de Will & Grace] do que isso”, afirmou Robert Greenblatt em declarações ao Deadline. O site de entretenimento refere que o número de episódios da sitcom terá sido aumentado para que a NBC possa incluir um especial de Natal de uma hora da série.

Com 194 episódios emitidos entre 1998 e 2006, Will & Grace tornou-se uma das jóias do repertório de comédia da NBC, arrecadando um número recorde de 16 Emmys, nomeadamente de Melhor Série de Comédia. É, além disso, creditada como a série que abriu caminho à presença regular de protagonistas LGBT na televisão norte-americana, pois apresentou protagonistas assumidamente homossexuais ao prime-time norte-americano.