Rui Moreira recusa apoio do PS à sua recandidatura

Núcleo duro do autarca independente esteve reunido e decidiu por “unanimidade” não aceitar o apoio dos socialistas.

PAULO PIMENTA
Foto
PAULO PIMENTA

O núcleo duro da candidatura de Rui Moreira, uma espécie de comissão política, aconselhou o presidente da câmara do Porto de “forma unânime” a deixar cair o apoio do PS à sua recandidatura. Segundo o PÚBLICO apurou, o independente Rui Moreira acolheu essa recomendação e considerou que as “pressões e declarações públicas da secretária-geral-adjunta do PS”, Ana Catarina Mendes, estavam a pôr em causa a independência do movimento.

A secretária-geral-adjunta do Partido Socialista disse na quarta-feira, em entrevista ao Observador, que “uma vitória de Rui Moreira [nas eleições autárquicas] era uma vitória do PS”.

Rui Moreira considera inaceitável a atitude da dirigente nacional do PS a uma futura vitória eleitoral e convocou quinta-feira o núcleo duro do movimento independente O Nosso Partido é o Porto para uma reunião à noite com o intuito de avaliar o apoio dos socialistas à sua recandidatura nas eleições autárquicas de 1 de Outubro. O resultado foi claro: deixar cair o apoio dos socialistas.

O presidente da câmara do Porto está também desagradado com a pressão que o PS tem vindo a fazer relativamente à composição das listas onde quer ter uma representação “forte”.

Na reunião de quinta-feira, que decorreu à porta fechada, participaram o presidente da Assembleia Municipal do Porto, Miguel Leite Pereira, o director municipal dos serviços da presidência, Fernando Paulo, o assessor do presidente, Nuno Santos, e o vereador da Inovação e do Ambiente, Filipe Araújo, entre outras personalidades ligadas ao movimento O Nosso Partido é o Porto.

As declarações de Ana Catarina Mendes terão causado particular mal-estar na actual gestão camarária do Porto que, há meses, se via confrontada com a afirmação do PSD de que "quem manda na câmara do Porto é o PS”.

Rui Moreira estará em directo, pelas 20h, no jornal da noite da SIC, onde esclarecerá a sua posição relativamente ao PS.

Fonte do Partido Socialista disse ao PÚBLICO que o PS Porto tomará uma posição ao início da tarde desta sexta-feira. O gabinete de imprensa do PS-Porto informou, entretanto, que a direcção do partido a nível concelhio vai reunir-se esta sexta-feira pelas 21h30 a fim de analisar a situação política autárquica no Porto. Significa isto que os socialistas vão esperar pelas declarações do presidente da câmara para depois tomarem uma posição .

Às 11h29, o eurodeputado socialista, Manuel dos Santos, responsabilizava, no Twitter, o líder da federação distrital do PS, Manuel Pizarro - que se bateu pelo apoio do PS à candidatura O Nosso Partido é o Porto -, pela situação criada: "Rui Moreira não quer o apoio do PS para a Câmara do Porto. Excelente notícia. Agora deve avançar o responsável pela trapalhada: Pizarro".