Cristas quer partido a trabalhar para autárquicas futuras

Líder do CDS janta com autarcas e deputados em Aveiro.

Foto
LUSA/ANTÓNIO PEDRO SANTOS

Assunção Cristas, líder do CDS, deixou uma mensagem de incentivo aos autarcas do partido não só para as próximas eleições de Outubro mas também para as seguintes, “daqui a quatro e oito anos”. Num jantar em Vagos com autarcas do distrito de Aveiro, Cristas reafirmou a necessidade de “ambição máxima mas com objectivos realistas”.

No final do primeiro dia de jornadas parlamentares dos centristas, a líder do partido apontou metas para lá de Outubro deste ano para fazer do CDS um “partido grande” do ponto de vista autárquico. “Não estamos a pensar apenas nestas [autárquicas] mas temos de pensar com os olhos postos daqui a quatro e nos próximos oito anos”, afirmou a líder do CDS. A estratégia, acrescentou, passa pelas pequenas conquistas: “Às vezes, é preciso marcar agora lugar, marcar terreno, para depois colher frutos de forma mais substancial. Noutros casos podemos alcançar posições mais ambiciosas”.

A líder do CDS deu como exemplo os dois presidentes de câmara do distrito – António Loureiro (Albergaria-a-Velha) e José Pinheiro (Vale de Cambra) – que “não foram [eleitos] à primeira nem à segunda”. Como candidata a Lisboa, Cristas disse que os dois autarcas são para si uma “inspiração”. Apesar de assumir que o crescimento autárquico no partido faz-se de “formas diferentes no território”, a líder centrista deixou uma mensagem de encorajamento: “Não temos de ter tibiezas nem temores”.