Doroteia Peixoto ganha Maratona de Dusseldorf com mínimos para o Mundial

Doroteia Peixoto fica assim apurada para o Mundial de Londres, juntando-se a Jéssica Augusto, Catarina Ribeiro e Filomena Costa na prova da maratona feminina.

Foto
A atleta portuguesa superou o seu recorde pessoal PAULO PIMENTA/ARQUIVO

 A portuguesa Doroteia Peixoto venceu neste domingo a Maratona de Dusseldorf, na Alemanha, terminando a prova em 2h32 horas exactas, recorde pessoal por larga margem e mínimo para o Mundial de Londres.

A atleta do clube Amigos da Montanha conseguiu a marca exacta de acesso para Londres, juntando-se nessa lista a Jéssica Augusto (que optará pelos dez mil metros), a vencedora em Hamburgo, Catarina Ribeiro e Filomena Costa, que fizeram marca no Porto, em 2016.

Doroteia retirou 4m01s ao seu recorde pessoal, feito em 2016, em Sevilha, e fica com uma excelente oportunidade para ir ao Mundial. Dulce Félix e Sara Moreira ainda não têm registos de 2017 e também estão vocacionadas para os dez mil metros e Vanessa Fernandes aposta no triatlo.

A atleta minhota passou a meia maratona em 1h15m14s, mais1m55s do que a tanzaniana Sara Ramadhani Makera, mas depois recuperou essa desvantagem de quase dois minutos, para garantir a vitória mais importante da carreira. Makera ficou a 1m08s e na terceira posição terminou Carmen Patricia Martinez Aguilar, do Paraguai, com 2h35m17s.

Em masculinos venceu o ugandês Robert Chemonga (2h10m32s), e o português Marco Mello entrou em 12.º, com 2h34m48s). Depois de Vera Nunes em Zurique e Jéssica Augusto em Hamburgo, Doroteia Peixoto é a terceira portuguesa a vencer uma maratona de primavera este ano.