Volkswagen paga 2800 milhões de dólares nos EUA por fraude nas emissões poluentes

O fabricante automóvel é acusado de manipular as emissões poluentes nos veículos com motores Diesel.

A Volkswagen declarou-se culpada de defraudar milhares de pessoas nos Estados Unidos
Foto
A Volkswagen declarou-se culpada de defraudar milhares de pessoas nos Estados Unidos Reuters/MIKE BLAKE

O fabricante automóvel alemão Volkswagen (VW) foi condenado a pagar 2800 milhões de dólares (2600 milhões de euros) nos Estados Unidos pela manipulação de emissões poluentes nos veículos com motores Diesel.

A sentença foi divulgada nesta sexta-feira pelo juiz Sean Cox, depois de a Volkswagen e o Departamento de Justiça norte-americano terem mantido negociações que culminaram num acordo que já previa esta sanção.

No início de Março, o construtor automóvel declarou-se culpado, num tribunal de Detroit, de conspirar para defraudar milhares de pessoas nos Estados Unidos com a manipulação das emissões poluentes nos veículos com motores Diesel.

A declaração de culpabilidade da VW fazia parte do acordo que o grupo alemão alcançou em Janeiro com as autoridades norte-americanas para resolver o caso que afectou quase 600 mil veículos com um dispositivo para manipular as emissões poluentes realmente produzidas.

A VW terá ainda de pagar 1500 milhões de dólares (1400 milhões de euros) por importação e venda nos Estados Unidos de veículos manipulados e por fraude aduaneira.