A formação da Fabrica em grande no festival Fotografia Europeia

A Fabrica, centro de artes da Benetton, mostra no festival Fotografia Europea, em Itália, o melhor das últimas duas décadas de produção.

Fotogaleria
Drew Nikonowicz/Cortesia Fabrica USA
Fotogaleria
Entre os seleccionados, há nomes que chegaram à Fabrica como bolseiros e que depois alcançaram sucesso global, como Olivia Arthur Olivia Arthur/Magnum Photos, cortesia Fabrica UK

Quem folheou uma revista nos anos 1980 e 1990 tem a altíssima probabilidade de ter passado os olhos por um anúncio da Benetton com fotografias do polémico Oliviero Toscani. E quem entrou numa loja da Benetton (ou numa boa banca de jornais) pode ter deparado com capas e reportagens fotográficas (muito) alternativas da Colors, a revista que Toscani fundou em 1990. Depois disso, o fotógrafo italiano ainda conseguiu deixar a sua marca na Fabrica, o centro de artes multidisciplinar sediado em Treviso, Itália, que ajudou a erguer em 1993. Este passado intimamente ligado à imagem foi o berço dourado de muitos criadores que passaram pela Fabrica, fotógrafos incluídos. E é sobre o que eles produziram enquanto estudaram neste centro de artes que trata a exposição Up to Now. Fabrica Photography, que será inaugurada no Fotografia Europea, um festival dedicado à criação contemporânea em Reggio Emilia, com data de arranque agendada para o dia 5 de Maio.

Entre os artistas selecionados, há muitos nomes que chegaram à Fabrica “apenas” como bolseiros (ou como artistas em fase maturação) e que depois dessa experiência criativa se lançaram em nome próprio, alcançando sucesso a nível global. São os casos do sul-africano Pieter Hugo (e a série Albino Portraits), da inglesa Olivia Arthur (e o ensaio The Middle Distance), da espanhola Laia Abril (e uma investigação sobre distúrbios alimentares), só para citar alguns nomes (muito poucos). Haverá ao todo mais de 100 obras de 37 autores que passaram pela Fabrica e que conseguiram construir linguagens visuais independentes e reconhecidas a nível internacional.

Up to Now. Fabrica Photography mostrará como foi esticada até aos limites a exploração da fotografia nos seus mais diversos propósitos, desde a documentação jornalística aos ensaios editoriais, desde a experimentação formal na revista Colors às campanhas de comunicação e publicidade.

Para além do trabalho de antigos criadores ligados à Fabrica, o Fotografia Europea 2017 dará destaque ao trabalho de Drew Nikonowicz e Ali Kaveh, actuais bolseiros do centro de artes ligado à marca de roupa italiana.

O festival pode ser visitado até 9 de Julho e acolhe dezenas de exposições, entre as quais Attempting Exhaustion (“Tentativa de Esgotamento”), de Daniel Blaufuks, uma série já mostrada na galeria Vera Cortês no final do ano passado.