Rodrigo Gonçalves à frente da concelhia de Lisboa até as autárquicas

Mauro Xavier demitiu-se, assumindo divergências com a liderança e com Teresa Leal Coelho.

EVR ENRIC VIVES-RUBIO
Foto
EVR ENRIC VIVES-RUBIO

O primeiro vice-presidente da concelhia de Lisboa do PSD, Rodrigo Gonçalves, deverá substituir Mauro Xavier, o líder da estrutura, até às eleições autárquicas. Mauro Xavier demitiu-se esta quinta-feira em ruptura com o partido, a dois meses do fim do mandato, mas as eleições para a concelhia só poderão ocorrer após as autárquicas de Outubro. 

Mauro Xavier anunciou em carta aberta aos militantes que presidia esta quinta-feira à ultima reunião da comissão política da concelhia. Assumindo que são conhecidas as “diferenças de opinião” relativamente à condução do processo de escolha do candidato do PSD a Lisboa, o dirigente queixa-se de a candidata Teresa Leal Coelho não ter aceite “dialogar ou reunir-se” com a concelhia no âmbito da candidatura. E elevou a fasquia para a vice-presidente do partido: “Temos todas as possibilidades de vencer estas eleições. Mais do que isso. Temos o dever e a responsabilidade histórica de vencer estas eleições”.

Na TSF, já depois de a carta ter sido tornada pública, Mauro Xavier disse que não se sentia um elemento "catalizador da mudança" necessária, mas acrescentou que não deixará a política, mantendo-se como militante de base e participando na campanha.

Fernando Seara, ex-presidente da Câmara de Sintra e ex-candidato à presidência da Câmara de Lisboa, também se terá demitido de presidente da assembleia concelhia, noticiou o Expresso.

Rodrigo Gonçalves foi quem lançou há alguns meses o desafio ao próprio Passos Coelho para se candidatar a Lisboa, num gesto que foi considerado hostil para com a actual liderança do partido.