Estoril Open tenta convencer Andy Murray com chocolates e camisolas da selecção

A organização do Estoril Open lançou um vídeo em que tenta convencer o tenista inglês a participar no torneio. Os argumentos vão desde um chocolate a uma camisola da selecção Nacional.

Andy Murray é o actual número um do ranking ATP
Foto
Andy Murray é o actual número um do ranking ATP Reuters/ERIC GAILLARD

A organização do Estoril Open divulgou esta quinta-feira um vídeo com o objectivo de convencer Andy Murray, número um do ranking ATP, a participar no torneio, que se realiza de 29 de Abril a 7 de Maio. São quase dois minutos de boa disposição em que são apresentados argumentos com base nos gostos do tenista inglês.

Andy Murray disse que “esperava jogar” no torneio de Monte-Carlo Rolex Masters, do qual foi eliminado esta quinta-feira, mas se isso não acontecesse que iria tentar na “próxima semana”. Essa semana de que Murray falou é a que vem a seguir ao torneio de Monte-Carlo, que termina dia 23, e é quando se realiza o Estoril Open.

“Estamos felizes por teres chegado a Monte-Carlo. Mas ainda te queremos no Millennium Estoril Open. Estamos prontos para te fazer sentir em casa, ou melhor!”, diz a narração do vídeo. De seguida, a organização apresenta algumas citações do jogador em que são revelados alguns do seus gostos pessoais.

Murray é um grande fã de James Bond, personagem criada por Ian Fleming. O escritor inglês inspirou-se durante a sua estadia no Estoril, na altura da Segunda Guerra Mundial, para escrever o primeiro romance, Casino Royale.

“Tenho uma grande colecção de camisolas de equipas de desporto da qual estou muito orgulhoso”, disse Murray. A organização do Estoril Open responde dizendo que “nenhuma colecção está completa sem os campeões europeus” e mostra uma camisola da selecção nacional.

O restaurante favorito de sushi do tenista chama-se Nobu e fica em Londres, mas uma das suas cozinheiras é portuguesa e é do Estoril. “Trabalho no Nobu, em Londres. Ouvi dizer que é o teu restaurante favorito, mas tenho de te dizer que sou do Estoril e aqui vais comer o melhor peixe cozido do mundo”, diz Jana.

Os chocolates Toblerone são apreciados por Murray. Então, a organização decidiu colocar quatros tabletes do famoso chocolate suíço numa cama de hotel para que as suas inscrições pudessem acompanhar o discurso da narração: “Um Toblerone especial para mostrar que não conseguimos parar de pensar em ti, porque para nós és mais do que o número um, és uma verdadeira super-estrela e adoramos-te”.

“Somos só grandes fãs. Então… Que dizes? Podemos contar contigo? Do Estoril, com amor”, termina desta forma o vídeo.

Número um no Estoril 

Se Andy Murray aceitar o convite da organização, que ao que apurou o PÚBLICO está em negociações com o tenista, também pretendido pelos torneios de Munique e Istambul, não seria a primeia vez que o torneio do Estoril receberia um número um do ranking ATP, algo que já aconteceu em três ocasiões.

A primeira foi na edição de 1996. O austríaco Thomas Muster participou no torneio na condição de número um e saiu de lá vencedor, derrotando na final o italiano Andrea Gaudenzi.

A segunda e terceira visitas de um número um foram protgonizadas por Roger Federer. O suíço venceu a edição de 2008, quando derrotou o russo Nikolay Davydenko. Dois anos mais tarde, Federer foi eliminado nas meias-finais pelo espanhol Alberto Montañes, que se tornou bicampeão depois de também vencer a edição de 2009.