Alexandra Lucas Coelho troca Tinta-da-China pela Companhia das Letras

A editora que passará a publicar a escritora e jornalista anunciou esta quarta-feira o lançamento de uma edição revista de E a Noite Roda e, para o Outono, "uma novidade, a vários níveis, no percurso desta autora".

Alexandra Lucas Coelho publicou a sua primeira obra, <i>Oriente Próximo</i>, em 2007
Foto
Alexandra Lucas Coelho publicou a sua primeira obra, Oriente Próximo, em 2007 Rui Gaudencio

Uma edição revista de E a Noite Roda, vencedor do Grande Prémio de Romance e Novela APE em 2012, será o primeiro lançamento de Alexandra Lucas Coelho na Companhia das Letras, chancela da Penguin Random House que anunciou esta quarta-feira a integração da escritora e jornalista no seu catálogo. Para o Outuno fica prometida “uma novidade, a vários níveis, no percurso desta autora”, lê-se no comunicado enviado à imprensa pela editora.

Alexandra Lucas Coelho publicou a sua primeira obra, Oriente Próximo, em 2007, pela Relógio D’Água. Seguiu-se Caderno Afegão (2009), que marcou o início da sua ligação à Tinta-da-China. Nos anos imediatamente seguintes, e mantendo-se num género que combinava crónica, reportagem e literatura de viagem, chegaram Viva México (2010) e Tahrir! (2011). O supracitado E a Noite Roda foi o seu primeiro romance, sucedido pela recolha de crónicas Vai Brasil e por O Meu Amante de Domingo. Deus-dará chegou em 2016.

Foi durante mais de duas décadas jornalista e colunista do PÚBLICO, ao qual esteve ligada até muito recentemente, tendo tido reportagens distinguidas com prémio do Clube Português de Imprensa ou da Casa da Imprensa – o seu trabalho enquanto repórter no Médio Oriente ou correspondente no Rio de Janeiro serviu de ponto de partida para várias das suas obras literárias. Em 2005, foi-lhe atribuído o Grande Prémio Gazeta.