ObservaRia revela segredos da vida selvagem

Estarreja Birdwatching Fair está a decorrer no BioRia, junto ao Esteiro de Salreu. Até domingo, há dezenas de iniciativas a acontecer, incluindo actividades de campo

Fotogaleria
André da Loba aceitou o desafio de criar uma pintura mural original
Fotogaleria
Fotogaleria
Fotogaleria
Fotogaleria

Estarreja volta a estar, até domingo, no centro das atenções dos amantes do birdwatching e do turismo de natureza em geral. Tudo por causa da ObservaRia – Estarreja Birdwatching Fair, que vai já para a sua terceira edição, reunindo mais de 40 expositores e compreendendo um total de 50 actividades. São mais de uma dezena de palestras, quatro exposições, e várias actividades de campo e workshops que prometem, segundo a câmara municipal de Estarreja, entidade organizadora, “revelar os maiores segredos da vida selvagem”.

O programa prevê, ainda, vários ateliês pedagógicos para crianças e acções específicas para o público escolar, sempre em contacto permanente com a natureza: este ano, a organização decidiu concentrar a feira no BioRia, junto ao Esteiro de Salreu, porta de entrada para uma zona considerada por muitos como um verdadeiro santuário natural. Ou não fosse esta área “habitada” por aves emblemáticas como a garça-vermelha, a águia-sapeira ou o peneireiro cinzento, para além das espécies mamíferas como por exemplo a lontra.

O evento já arrancou na quinta-feira à noite, com a antestreia do documentário “Encontro d’Águas - Segredos da Ria e do Baixo Vouga Lagunar” - uma produção assinada por Daniel Pinheiro e que será exibida na SIC no domingo, no espaço Vida Selvagem (antes do Jornal da Uma) -, no Cine-Teatro de Estarreja. Mas há muito mais para ver e fazer nos próximos dias, nomeadamente passeios pedestres, de moliceiro, lancha e bateira erveira nos canais da Ria de Aveiro, veículo eléctrico e balão de ar quente.

Nesta terceira edição, a ObservaRia retoma, também, a aposta iniciada há dois anos: aliar a arte ao ambiente. Depois de, em 2015, Bordalo II ter criado, no âmbito da feira, a instalação artística “Guarda-Rios” – feita a partir de lixo e que pretende representar um grito de alerta contra o desperdício e o consumo excessivo -, desta vez o desafio foi lançado a André da Loba. O artista natural de Aveiro, mas cujo trabalho é reconhecido internacionalmente, aceitou o desafio de criar uma pintura mural original, que já está pronta e pode ser apreciada durante a feira.

Também mantendo a aposta das edições anteriores, a ObservaRia volta a contar com a presença de especialistas internacionais. Entre eles estão a editora da revista Wildlife da BBC, Sheena Harvey, do autor sueco Erik Hirschfeld e de Dale Forbes, da Swarovski Optik.