Portugueses trocaram 220 milhões de escudos no ano passado

Há ainda o equivalente a 154,7 milhões de euros em notas da antiga moeda que podem ser trocados no Banco de Portugal.

Foto
Ainda há várias notas por trocar Carlos Lopes/Arquivo

Estão espalhadas por várias pessoas, guardadas, esquecidas ou perdidas, mas, juntas, as últimas notas de escudo que ainda estão dentro da validade equivalem a 154,7 milhões de euros. Isto depois de, ao longo do ano passado, terem sido trocados cerca de 220 milhões de escudos, ou seja, 1,1 milhões de euros, junto do Banco de Portugal. Este valor é ligeiramente inferior ao do ano anterior, já que, em 2015, trocaram-se escudos avaliados em 1,2 milhões de euros. Foram 75 mil notas, com destaque para as 23 mil notas de 5000 escudos.

Os dados fazem parte do relatório de emissão monetária de 2016 do Banco de Portugal, onde se adianta que, 15 anos depois da introdução da moeda única, ainda existem 19,6 milhões de notas de escudo em posse do público, um terço das quais são de 5000 escudos. As datas de prescrição dependem do número de chapa das notas (de 500, 1000, 2000, 5000 e 10.000 escudos), mas dividem-se em três grandes grupos: 1 de Janeiro de 2018, 1 de Maio de 2018 e 1 de Março de 2022. E fica o aviso do banco central: as notas de escudo ainda válidas “só poderão ser trocadas até ao dia útil anterior à respectiva data de prescrição”.

A maior parte do processo ficou resolvido logo nos primeiros cinco meses da moeda única, em Maio de 2002, fase em que tinha sido recolhido 95% do valor total das notas que estavam em circulação nas vésperas da introdução do euro.  

Existem várias razões para estas notas ainda não terem chegado às mãos do Banco de Portugal, desde terem sido levadas por turistas para outros países e por lá ficarem, até ao coleccionismo e saudosismo, passando pelo desconhecimento da possibilidade de converter estes valores ou a mera inércia.

Tal como em Portugal, também nos outros países que aderiram ao euro há dinheiro (antigo) por trocar. Mas as regras não são idênticas. Em dez Estados, como a Alemanha, Bélgica, Irlanda, Luxemburgo e Áustria, não há data limite para as notas. E o mesmo se aplica em relação às moedas em alguns deles, como na Alemanha, na Áustria ou na Irlanda. Em Portugal, a opção de trocar moedas de escudo por euros terminou logo no final de Dezembro de 2002. Em 2005 acabou o prazo para as notas de 20 escudos, seguindo-se as 50 escudos em 2006 e das de 100 escudos em 2011.